JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 05 de agosto de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Cidade Vigiada funciona antes de dezembro com 120 câmeras

Ordem de serviço foi assinada ontem e a Codiub começa a implantação já no próximo mês, visando fechar o cerco de monitoramento em todas entradas da cidade

30/08/2019 - 00:00:00. - Por Gisele Barcelos Última atualização: 30/08/2019 - 18:51:59.

Jairo Chagas


Jornalista Denis Silva, presidente da Codiub, com o prefeito Paulo Piau no evento de apresentação do sistema e assinatura da ordem de serviço

“Cidade Vigiada” terá início até dezembro, com 120 câmeras de monitoramento espalhadas por Uberaba. A ordem de serviço foi assinada ontem e a Codiub deve começar a implantação ao longo do mês de setembro. 

De acordo com o presidente da Codiub, jornalista Denis Silva, a previsão inicial era dar início ao programa com 60 câmeras, mas o número não seria suficiente para cobrir todas as entradas da cidade e fechar o cerco de monitoramento. Com isso, houve a decisão de ampliar a quantidade para um resultado mais eficiente. Devido ao aumento do número de câmeras, o investimento subiu de R$1,5 milhão para aproximadamente R$2 milhões. Silva afirma que a instalação das câmeras e da estrutura da central será realizada ao longo do mês de setembro. A meta, segundo ele, é que todo o sistema esteja em pleno funcionamento até dezembro deste ano. “Vamos precisar de mais tempo porque agora o número de câmeras aumentou”, pondera.

Leia também: Presidente da Codiub é interpelado pelo TC sobre Cidade Vigiada

Representando o comando da Polícia Militar na solenidade, o tenente-coronel Breno de Sousa Reis posicionou que a corporação vai orientar todo o processo para definir os locais onde serão instaladas as câmeras. Ele explica que a PM tem relatórios sobre as ocorrências registradas na cidade e o posicionamento dos aparelhos será definido conforme os lugares identificados nos mapas de criminalidade e outros pontos de interesse.

Continua depois da publicidade

A Codiub fará com recursos próprios a aquisição das câmeras e montagem do Centro de Monitoramento em Uberaba. Já a Prefeitura arcará apenas com as despesas de manutenção, estimadas em R$195 mil.

O prefeito Paulo Piau (MDB) posiciona que a proposta com o novo sistema de videomonitoramento é oferecer uma ferramenta às forças policiais da cidade para aprimorar com tecnologia a prevenção e combate à criminalidade. 

O sistema engloba a implantação de câmeras nas vias da cidade com software de leitura de placas e analíticos forenses. O mecanismo é diferente do programa Olho Vivo. Enquanto o monitoramento do Olho Vivo é realizado apenas assistindo à transmissão das câmeras, o sistema da Codiub será totalmente inteligente e contará com softwares analíticos que identificam, por exemplo, placas e veículos roubados/furtados. 

Piau lamenta que governo federal não tenha cumprido liberação de R$ 20 mi. Em assinatura da ordem de serviço para o programa Cidade Vigiada ontem, prefeito Paulo Piau (MDB) lamentou o não-cumprimento de promessa do governo federal de R$20 milhões para investimento em Segurança Pública na região. Os recursos foram anunciados no ano passado pelo ex-ministro Torquato Jardim, durante visita a Uberaba antes do período eleitoral, mas nunca chegaram a ser repassados ao município.

No pronunciamento durante a solenidade, Piau ressaltou que a aplicação de recursos em Segurança Pública é responsabilidade do Estado e da União, porém medidas tiveram que ser tomadas com verba própria do município para evitar novas ocorrências como o caso Rodoban e Banco do Brasil. 

Piau lembrou que os R$20 milhões prometidos no ano passado seriam destinados à implantação do Sistema de Comunicação da Polícia Militar e também para estruturação da Guarda Municipal, porém, sem qualquer resposta sobre a liberação, foi necessário buscar outras fontes de recurso para viabilizar as ações. “O governo federal prometeu mundos e fundos, mas a verba não chegou até agora”, disse.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia