JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 24 de setembro de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Presidente da Codiub é interpelado pelo TC sobre Cidade Vigiada

21/08/2019 - 06:54:26. Última atualização: 21/08/2019 - 07:00:33.


Jairo Chagas

Executivo da Mosaic, Carlos Janibelli esteve na Rádio JM na manhã dessa terça-feira, acompanhado da coordenadora de comunicação externa, Cristina Gonçalves, e da gerente de RH, Aline Trindade. Entre várias boas notícias dadas por Janibelli estão as parcerias da Mosaic com startups locais e a preparação de menores aprendizes para ascenderem profissionalmente na empresa. Hoje são 11 menores aprendizes já atuando no CSC de Uberaba

A quem interessa?
Não dá para entender. Depois de tudo que os uberabenses já passaram com assaltos cinematográficos na cidade, gerando cobrança às autoridades por incremento na segurança pública, tem gente que torce contra as medidas anunciadas com esse propósito, como no caso do cinturão de segurança pública que a Codiub propõe para Uberaba. Ontem o presidente da companhia, Denis Silva, foi surpreendido por um pedido de explicações do Tribunal de Contas do Estado, movido por uma empresa de Brasília. Essa empresa, porém, sequer participou do processo de licitação dos equipamentos de segurança. Pior, a empresa tem seu ramo de atuação descrito, entre outras coisas, como fornecedora de materiais de limpeza e escritório. Ou seja, não tem absolutamente nada a ver com o objeto da licitação. Muito estranho...

De onde?
O Tribunal de Contas não concedeu liminar para parar o processo, como pretendia essa empresa de Brasília. Apenas requisitou informações. Menos mal. Mas o que chama a atenção e causa estranheza maior é constatar que, antes mesmo que a Codiub fosse notificada sobre a denúncia, a notícia já corria em grupos políticos de WhatsApp da cidade. Sintomático, não?

Rito específico
Segundo o jurídico da Codiub, André Palvas, as informações prestadas no mesmo dia ao Tribunal mostram que não há qualquer irregularidade no processo de licitação. Ele lembra que a Codiub é uma companhia de economia mista e por isso possui legislação específica, no caso a Lei 13.303, com ritos e prazos diferentes da Lei 8.666, de licitações públicas. Já o corpo técnico da comissão de licitações da companhia, formado por servidores de carreira, alguns com mais de 30 anos de companhia, como é o caso da pregoeira Márcia Araújo Borges, reafirma que tudo foi realizado dentro da legalidade e que, por isso, confia na avaliação do Tribunal de Contas.

Má-fé?
A avaliação do presidente Denis Silva é que tentaram confundir o Tribunal para fabricar notícia e até mesmo parar o processo. “Mais esquisito ainda é alguém estar contra o programa Cidade Vigiada, que tem como principal objetivo a identificação de veículos roubados na cidade, ou seja, uma arma potente para as forças de segurança” – avalia Denis. Pois é!

O programa

O Cidade Vigiada é um programa de monitoramento composto por câmeras com tecnologias que identificam automaticamente veículos roubados e alertam de imediato as forças de segurança em uma Central de Monitoramento e Controle. “Esse programa dispõe de analíticos forenses e comportamentais em associação com uma empresa de Israel. O processo seguiu um rito severo que incluiu até mesmo provas de funcionamento. Além disso, o investimento inicial será da Codiub, que já possui os recursos em caixa” – frisa o presidente da Codiub.

Repaginação
Em tempos de programação para celebração dos 200 anos de Uberaba, que tal a Prefeitura cuidar dos canteiros centrais da avenida Lucas Borges, agora estendida até a Univerdecidade? Mesmo estreitinhos, merecem cuidado!

Sinalização
A propósito, a PMU precisa urgentemente providenciar a colocação de placas informativas nessas novas avenidas abertas a partir da Univerdecidade. Impossível ao motorista identificar bairros e ruas, se não recorrer a aplicativos de celular. No Jardim São Bento essa sinalização ficou ótima. Mas precisa ser estendida a outros bairros e outras regiões da cidade, o quanto antes.

Café frio
Vereador Kaká Carneiro nega que seja “assunto requentado” o questionamento sobre a contratação da FGV para o projeto de reforma previdenciária do Ipserv, conforme publicado nessa coluna ontem. Mesmo admitindo que há vários meses solicitou informações e documentos à Prefeitura sobre o assunto, até agora não recebeu resposta. Por essa razão, ele resolveu postar nas redes sociais o pedido para seus seguidores questionarem o prefeito Paulo Piau, “na tentativa de sensibilizá-lo para suspender este processo de dispensa de licitação”. Kaká volta a afirmar que tem informações sobre a existência de outras empresas capacitadas a prestar o mesmo serviço pela metade do preço.

Satisfação total
Unimed Uberaba fechou 2018 com números de tirar o chapéu! Os atendimentos domiciliares, por exemplo, somaram 30.674, todos eles com o acompanhamento de um médico responsável e assistência em enfermagem. Nas Clínicas Unimed Uberaba foram quase 28 mil atendimentos, enquanto no “Espaço Viver Bem”, 33.645 atendimentos. Tem mais: 187.352 pessoas foram recebidas na sede, nos sistemas de atendimento presencial e eletrônico.


Presidente da Unimed Uberaba, o médico cooperado Wilson Adriano Abrão Borges vem liderando projetos inovadores. Não é à toa que 91% dos cooperados estão satisfeitos com a Gestão da Cooperativa, segundo pesquisa recent


Leia mais


DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia