JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 05 de agosto de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Venda ambulante de alimentos passa a ser serviço essencial em MG

02/07/2020 - 15:09:49. Última atualização: 02/07/2020 - 15:16:36.

Os serviços ambulantes de alimentação agora são considerados serviços essenciais pelo Governo de Minas e foram inseridos na onda verde no Minas Consciente. O anúncio foi feito pelo secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio, durante coletiva nesta quinta-feira (2). Dessa forma, pipoqueiros, vendedores de cachorro-quente e food-trucks têm permissão para funcionar nos 168 municípios que aderiram ao programa de reativação gradual das atividades econômicas desenvolvido pelo Executivo.

“A atividade econômica de serviços ambulantes de alimentação agora faz parte dos serviços essenciais e o protocolo a ser seguido é o mesmo de restaurante, bares e padarias”, informou Passalio.

As regras a serem seguidas por esses pequenos comerciantes estão neste link. Entre as orientações, está a disponibilização de meios para higienização das mãos com água e sabão ou álcool gel a 70% com periodicidade mínima de a cada 2 horas, ou a qualquer momento dependendo da atividade realizada ou quando em contato com o cliente, incluindo antes e após a utilizar máquinas de cartões de credito.

Continua depois da publicidade

Vale ressaltar que, embora haja a recomendação estadual pelo Minas Consciente, quem define a regulamentação do comércio ambulante de alimentação é a administração municipal.

O Estado registra nesta quinta-feira 50.707 casos e 1.059 óbitos confirmados por Covid-19. O registro de óbitos em 24 horas foi recorde, com 52 mortes.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia