JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 20 de novembro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Trabalhadores da Codau pedem à Câmara retratação de Mariscal

Sindicato protocolou documento no Legislativo pedindo providências sobre vídeo publicado pelo vereador em redes sociais no qual critica o trabalho da autarquia

08/11/2019 - 00:00:00. - Por Gisele Barcelos Última atualização: 08/11/2019 - 18:15:02.

Rodrigo Garcia/CMU


Vereador Thiago Mariscal volta a ser alvo de reclamação na Câmara Municipal, que deverá ler mais um documento questionando a sua conduta

Trabalhadores da Codau pedem retratação do vereador Thiago Mariscal (MDB) por vídeo publicado nas redes sociais com críticas à demora para conclusão de reparos no Recreio dos Bandeirantes. O documento foi protocolado ontem na Câmara Municipal pelo sindicato que representa a categoria e solicita também providências ao Legislativo devido às declarações feitas pelo parlamentar. 

No vídeo, Mariscal questiona serviço de reparo iniciado no Recreio dos Bandeirantes, mas foi deixado inacabado. De acordo com o vereador, a equipe não retornou ao local há quase duas semanas. “Faz mais de 12 dias que o pessoal não vem terminar o serviço deles”, disse.

Conforme o ofício entregue pelo sindicato, o vereador age de forma irresponsável com os servidores da Codau e a postura vai contra o que se espera de um representante do Legislativo. O texto ainda argumenta que a conduta respinga em toda a Câmara Municipal e gera descrédito.

Além de acionar a Câmara Municipal, os sindicalistas informam no documento que também tomarão outras medidas cabíveis para resguardar a categoria do “despreparo e desequilíbrio do vereador”. Devido à polêmica, Mariscal depois publicou outros vídeos e justificou que as reclamações não foram direcionadas aos funcionários da Codau. Ele afirmou que os questionamentos são para a administração da companhia, que responde pelos cronogramas de obras. 

Ainda segundo o vereador, a reação contra o vídeo na verdade estaria sendo arquitetada por dirigentes da Codau para causar desgaste com os servidores. “Querem me jogar contra os funcionários da Codau, mas não tenho nada contra”, disse. Além disso, o parlamentar declarou que está pronto para responder questionamentos pessoalmente em plenário e também tem tranquilidade para mostrar os vídeos gravados.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia