JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 10 de julho de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Site da PMU está com o acesso normalizado e termos de responsabilidade sanitária já podem ser acessados

O sistema passou com instabilidade nesta manhã, e muitos comerciantes não tiveram acesso ao termo para reabertura

25/05/2020 - 16:13:11.

Instabilidade no site da Prefeitura de Uberaba fez com que muitos comerciantes não conseguissem fazer o download do termo de responsabilização sanitária nesta manhã. Em rápida passagem pelo centro da cidade na hora de almoço, quando normalmente fica bastante cheio, a reportagem visualizou muitas lojas ainda adotando o sistema de barreira física. Na Prudente de Morais, onde a reportagem do Jornal da Manhã também esteve, algumas lojas já tinham o termo fixado em local visível, conforme determina o decreto 5555/20. 

Acionada, a Prefeitura de Uberaba confirmou a instabilidade no carregamento da página para download do termo e, após identificada, Codiub e Algar trabalham para resolver em definitivo essa questão. A assessoria de imprensa da administração municipal também garantiu que o site funciona normalmente. O JM Online checou e percebeu que, apesar de alguma lentidão, realmente é possível acessar a página da emissão do termo.

O novo decreto prevê medidas mais duras a quem desrespeitar as determinações previstas para abertura. A multa ficou mais cara, podendo chegar a R$ 5.700, e as sanções serão mais impositivas, com interdição, cassação de alvará e responsabilização criminal. De acordo com o secretário Wellington Cardoso, no entanto, nestas segunda e terça-feira as equipes de fiscalização trabalham de forma a orientar os comerciantes, uma vez que muitos tiveram dificuldade com o termo obrigatório. 

Veja aqui todas as determinações do decreto 5555/20

Conforme explicou em entrevista à Rádio JM nesta manhã o prefeito Paulo Piau, a abertura do comércio não está impedida para quem não conseguiu cumprir as ordens do novo decreto. Contudo, para abrir é preciso respeitar as regras do decreto anterior, que prevê barreiras físicas para que clientes não entrem nos estabelecimentos.

O decreto 5555/20 ainda prevê a reabertura de shoppings e galerias comerciais. Os permissionários do Camelódromo de Uberaba encontraram dificuldade em reabrir ainda nesta segunda-feira, uma vez que muitos deles não haviam conseguido o acesso ao termo de responsabilização sanitária. 

Carlos Antônio da Silva, o Carlinhos, é um dos permissionários do camelódromo, onde comercializa produtos há cerca de 22 anos. Em contato com a reportagem nesta manhã, Carlinhos revelou que apesar de a expectativa ser de reabertura ainda hoje, acreditava que somente acontecerá amanhã (26).

E, de fato, está certo. A reportagem entrou em contato com Carlinhos novamente e ele informou que nesta tarde acontece um trabalho de lavagem, desinfecção e adequação do espaço às normas do decreto 5555 e o camelódromo deve voltar à atividade nesta terça-feira. 

O centro comercial poderá abrir assim como outros estabelecimentos, desde que haja “o controle de entrada e saída de pessoas nas galerias e centros comerciais feito por funcionário, com aferição de temperatura, com uso de sensores de infravermelho ou câmera de medição de temperatura corporal. O uso de máscara é obrigatório por todos ”, diz o novo decreto.

O camelódromo está de portas fechadas há mais de 60 dias, desde 20 de março, quando houve a determinação municipal de fechamento do comércio.


 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia