JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 15 de novembro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

GERAL

Promotora aconselha voluntários que pretendem fazer ações em prol do idoso

MP não acompanha diretamente as ações de caridade, mas pode auxiliar com informações sobre a idoneidade da instituição

21/10/2019 - 00:00:00. - Por Raiane Duarte

Com a aproximação das datas festivas de final de ano, algumas pessoas se voluntariam e se engajam em ajudar o próximo. São feitas campanhas de arrecadação de alimento, roupas e outros itens. A Promotoria de Defesa da Saúde do Portador de Deficiência e Idoso não acompanha diretamente essas ações, mas aconselha quem está interessado em ajudar, especificamente, uma instituição para idosos ou deficientes.

A promotora Cláudia Carvalho explica que as pessoas podem se informar quais são as instituições acompanhadas pelo Ministério Público (MP) e que tentam trabalhar dentro da legislação. “O que nós podemos fazer é informar a pessoa sobre, pois temos as listas dos estabelecimentos que conhecemos e fiscalizamos”, explica.

Cláudia ressalta que é importante ficar atento ao perfil da instituição: “quando é de idoso só pode ter idoso, quando é pessoa com deficiência só pode pessoa com deficiência”. A promotora também explica que é importante verificar se a instituição não está tentando camuflar um outro tipo de atendimento ou ação.

“Há muita instituição que afirma ser de idoso e não é idoso, inclusive tem instituição que já fechamos várias vezes”. Os asilos eles precisam seguir a regulamentação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e do Estatuto do Idoso para operar de forma legal.

Leia também: Ministério Público fiscaliza asilos irregulares em Uberaba

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia