JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 01 de dezembro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Qual a relação entre o cyberbullying e os riscos à saúde mental?

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

16/10/2021 - 00:00:00.

O avanço tecnológico trouxe diversas ferramentas que, hoje, são essenciais para muitas pessoas, como as redes sociais, por exemplo. Apesar disso, alguns especialistas alertam para os danos psicológicos que podem ocorrer através do uso indevido dessas ferramentas, o que pode gerar agressões virtuais conhecidas como cyberbullying. Para evitar esse tipo de problema, especialistas destacam a importância de se cuidar da saúde mental também no ambiente online, além de monitorar o uso dos menores de idade.

Para entender, de forma resumida, o conceito de cyberbullying, a psicóloga do Sistema Hapvida, Paula Clarissa Bispo, conceitua e exemplifica o termo. “O cyberbullying é todo tipo de comportamento vexatório, constrangedor e humilhante, com o objetivo de inferiorizar ou menosprezar o outro. Esse comportamento é realizado de forma online através das plataformas que utilizamos diariamente, como as redes sociais, plataformas de jogo, de entretenimento, fazendo com que a pessoa seja humilhada repetidamente. Assim, é importante observar quais são os prejuízos causados à saúde mental por conta do cyberbullying”.

Com relação aos prejuízos, citados pela especialista, ela destaca alguns dos que podem afetar a saúde mental dos internautas. “Os principais são o sentimento de incapacidade, inferioridade, tristeza constante, exaustão, desistindo das atividades que a pessoa costumava fazer, podendo desencadear em outros transtornos como ansiedade, depressão e, em alguns casos, levar até ao suicídio. Em alguns casos, é bem comum que pessoas que passam por esse tipo de situação não procurem ajuda, porque se sentem constrangidas ou acreditam que elas não vão ser ouvidas”, completa a psicóloga.

A psicóloga finaliza destacando a importância de se buscar auxílio adequado nestes momentos, para que a saúde mental não seja afetada, além de enquadrar os agressores virtuais. “Se você percebe que alguém está passando por essa situação, ou se você está passando por ela neste momento, não hesite em oferecer ou procurar ajuda, denuncie. O cyberbullying, ainda que seja uma coisa nova, traz prejuízos à sua saúde mental que podem demandar um acompanhamento médico psiquiátrico ou psicológico durante muito tempo”.

 Assim como qualquer outro crime, os crimes virtuais podem ser denunciados por meio do Boletim de Ocorrência feito pelas autoridades competentes. Se possível, o processo pode ser realizado pela Delegacia Especializada em Investigação de Crime Cibernético.

 

Sobre o Sistema Hapvida

 Com mais de 7,1 milhões de clientes, o Sistema Hapvida hoje se posiciona como um dos maiores sistemas de saúde suplementar do Brasil presente em todas as regiões do país, gerando emprego e renda para a sociedade. Fazem parte do Sistema as operadoras do Grupo São Francisco, RN Saúde, Medical, Grupo São José Saúde, Grupo Promed além da operadora Hapvida e da healthtech Maida. Atua com mais de 37 mil colaboradores diretos envolvidos na operação, mais de 15 mil médicos e mais de 15 mil dentistas. Os números superlativos mostram o sucesso de uma estratégia baseada na gestão direta da operação e nos constantes investimentos: atualmente são 47 hospitais, 199 clínicas médicas, 47 prontos atendimentos, 172 centros de diagnóstico por imagem e coleta laboratorial.

 

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia