JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 01 de março de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Cientistas apontam que vacinados podem precisar ainda de uma 3ª dose contra variantes

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

08/02/2021 - 17:26:51. Última atualização: 08/02/2021 - 17:30:02.

Pesquisadores fazem um alerta em relação às variantes do coronavírus. A BBC News Brasil ouviu cientistas e eles concluíram que as pessoas já vacinadas poderão ter que receber uma dose adicional de imunizante.

"Pessoas que já se vacinaram poderão ter que tomar mais uma dose, quando adaptações das vacinas forem concluídas para proteger contra variantes", disse à BBC News Brasil o virologista Julian Tang, professor da Universidade de Leicester, no Reino Unido.

Isso porque duas variantes do coronavírus, a encontrada em Manaus, batizada de P.1, e a da África do Sul, chamada de 501.V2, parecem reduzir a eficácia de vacinas por possuírem a mutação E484K, capaz de driblar a ação de anticorpos produzidos pelo corpo. Uma terceira variante encontrada no Reino Unido também passou a apresentar a mutação E484K em algumas regiões do país, segundo análises da Public Health England, agência ligada ao Ministério da Saúde britânico.

O governo britânico confirmou neste domingo (7) à BBC que pretende disponibilizar para a sua população vacinas anuais contra a COVID-19, como ocorre atualmente com a gripe, devido necessidade de periodicidade para combater o surgimento de variantes.

Diversos fabricantes anunciaram que estão desenvolvendo novas vacinas capazes de aumentar a proteção contra variantes com as mutações E484K, embora pesquisas preliminares indiquem que os imunizantes disponíveis ainda oferecem alta proteção, de quase 100%, contra os casos mais graves da doença - aqueles que podem resultar em morte. O maior problema parece residir na eficácia global das vacinas, que engloba casos leves, moderados e graves.


Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia