JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 27 de novembro de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Hospital se destaca com assistência de fisioterapia para pacientes com Covid-19

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

23/10/2020 - 00:00:00.

Pacientes em regime de internação contam com profissionais altamente capacitados para cuidar da sua saúde, estejam eles na enfermaria, unidade de terapia semi-intensiva ou unidade de terapia intensiva.

Mas, você sabe como o profissional de fisioterapia atua nesses ambientes? O fisioterapeuta hospitalar auxilia no atendimento de internados para prevenir complicações respiratórias, neurológicas e motoras. O plano de cuidado é elaborado com base em uma avaliação minuciosa em cada paciente para garantir maior assertividade em cada caso específico.

O objetivo da fisioterapia é tratar as enfermidades por meio de atividades com movimentos e agentes físicos como frio, calor e eletricidade, por exemplo. Fundamental para a recuperação de pacientes no ambiente hospitalar, o fisioterapeuta integra uma equipe multiprofissional. 

No ambiente hospitalar, esse especialista é fundamental para a recuperação dos pacientes com diversas doenças. Sendo assim, o profissional faz parte de uma equipe multidisciplinar para a maior comodidade e melhor reabilitação dos internados. Qualquer condição que interfira na mobilidade da pessoa tem maior chance de ser revertida ou amenizada se a fisioterapia hospitalar conduzir os exercícios com regularidade.

Em situações específicas, o fisioterapeuta pode ordenar a realização de procedimentos especiais, verificando a quantidade adequada de sessões e o tipo de conduta a ser seguida. Cabe ainda ao profissional acompanhar a evolução do quadro de cada paciente e realizar adaptações ou mudanças na abordagem quando preciso. Apenas profissionais da área podem decretar alta fisioterapêutica, o que vale também para emissão de pareceres, atestados, relatórios e laudos relativos à fisioterapia.

Nos casos em que há um período prolongado de internação, o fisioterapeuta tem participação indispensável. Isso porque ele previne inúmeras complicações recorrentes do longo tempo passado no leito.

Quando não existe um trabalho multidisciplinar, podem ocasionar lesões como úlcera de pressão e outras dores. A falta de uma imobilização correta também pode comprometer a resistência cardiovascular e o alinhamento mecânico, afetando, inclusive, os movimentos coordenados. Como resultado, a atuação do profissional de fisioterapia hospitalar leva a resultados vantajosos como a redução do tempo de permanência na UTI, assim como a taxa de mortalidade e o risco de infecção.

 


Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia