JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 04 de agosto de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

SAÚDE

Capes seleciona pesquisa da UFTM sobre resistência e suscetibilidade à Covid-19

03/07/2020 - 00:00:00.

Foto/ João Pedro Vicente/HC-UFTM

O coordenador da pesquisa, professor Virmondes Rodrigues Junior, no laboratório estruturado para a pesquisa, no Hospital de Clínicas da UFTM

Fatores relacionados à resistência e suscetibilidade ao novo coronavírus é o tema de projeto de pesquisa da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), aprovado pelo Programa de Combate a Epidemias da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

A expectativa é identificar a dinâmica da produção de diferentes anticorpos para novo coronavírus e, então, contribuir na definição de estratégias de diagnóstico, baseadas em anticorpos, e melhorar o manejo clínico do paciente com Covid-19. Para isso, o estudo pretende decifrar fatores de risco, gravidade e preditores de apresentação clínica na doença baseada na análise imunológica, genética e de coinfecções do paciente.

Continua depois da publicidade

Intitulado “Prospecção de marcadores moleculares e genéticos de resistência e suscetibilidade à COVID-19: contribuições ao manejo clínico, transmissão vertical e ao aprimoramento diagnóstico”, o trabalho começou com a coleta de sangue, soro e urina de suspeitos de terem contraído a doença. O número de amostras dependerá da concordância e do número de pacientes suspeitos. Há disponibilidade de 10 mil testes RT-PCR doados para o diagnóstico da doença.

Segundo o líder do projeto, o doutor em Imunologia e professor da UFTM, Virmondes Rodrigues Junior, os resultados dessa avaliação serão obtidos conforme a pandemia se expande, permitindo a divulgação periódica de resultados e já no primeiro ano de projeto.

A equipe de pesquisa conta com professores, técnicos administrativos e discentes da UFTM. A aprovação pela Capes oferece recurso financeiro para compra de insumos e pagamentos de bolsas para doutorandos e pós-doutorandos.

São parceiros da pesquisa a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Uberaba e os hospitais e unidades de Pronto Atendimento (Upas) envolvidos no enfrentamento da Covid-19 em Uberaba. O estudo ainda conta com a colaboração da Universidade Federal do Alagoas (Ufal) e da Università degli Studi di Milano, na Itália.  

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia