JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 20 de agosto de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

SAÚDE

Clima seco exige consumo maior de água para o bom funcionamento do organismo

Temperaturas amenas, clima seco e umidade relativa do ar abaixo dos 30% criam um clima perfeito para as complicações alérgicas e respiratórias

21/07/2019 - 00:00:00. Última atualização: 21/07/2019 - 16:20:56.

Arquivo


Mariana Argente explica que no inverno o estímulo da sede fica prejudicado e exige atenção redobrada

Temperaturas amenas, clima seco e umidade relativa do ar abaixo dos 30% criam um clima perfeito para as complicações alérgicas e respiratórias devido ao ressecamento das mucosas, sangramento pelo nariz, ressecamento da pele e irritação dos olhos. Período em que muitas pessoas deixam de se hidratar de forma adequada.

A nutróloga Mariana Argente explica que no inverno, de fato, o estímulo da sede fica prejudicado e que, por isso, há necessidade de se ter uma atenção redobrada, tendo em vista que a necessidade de água se mantém elevada. “Para manter as temperaturas corporais em níveis normais, o nosso corpo precisa de um aporte extra de líquidos. Recomendamos que a ingestão seja feita em horários predeterminados, não aguardando apresentar sede para se reidratar. A sede em geral aparece quando o déficit de água corporal atinge 1% a 3%”, esclarece.

A especialista alerta que crianças e idosos são considerados grupo de risco para desidratação. “Os idosos têm menos sede e maior chance de perder água e eletrólitos. Crianças pequenas podem não conseguir expressar a sensação de sede, por isso devemos sempre oferecer a elas o líquido”, explica.

Ainda de acordo com informações da nutróloga, deixar de tomar água em situações extremas pode levar o indivíduo a ter alterações de humor e, em casos mais graves, até à morte. “A desidratação leve a moderada, em torno de 2%, está associada a alterações de humor, fadiga e déficit de atenção. Além de redução no nível de consciência, o indivíduo pode sofrer desequilíbrios hidroeletrolíticos, acúmulo de excretas e evoluir até com a morte”, comenta.

Mariana Argente também chama a atenção de quem recorre a outras bebidas durante o inverno, como café, chá, cappuccino e chocolate quente. “As bebidas quentes até ajudam a manter o corpo aquecido, mas só a água traz os benefícios da hidratação. Além do mais, deve-se tomar cuidado com o excesso de calorias de alguns alimentos”, conclui.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia