JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 13 de julho de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Defesa do titular da Sesurb nega ligação dele com as contratadas no novo escândalo do lixo

29/05/2020 - 00:00:00. - Por Gisele Barcelos Última atualização: 29/05/2020 - 07:53:22.

Defesa do secretário municipal de Serviços Urbanos (Sesurb), Antônio Sebastião de Oliveira, nega envolvimento do titular da pasta com qualquer uma das subcontratadas por empresa responsável pelo serviço de limpeza urbana na cidade.

Em entrevista ao Jornal da Manhã, o advogado Jacob Estevam confirmou que Oliveira está entre os cinco servidores investigados na operação e que a casa do secretário foi um dos locais onde a Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão ontem. No entanto, o representante legal do acusado declara que nada referente ao contrato com a empresa de limpeza urbana foi recolhido na residência.

Leia também: Secretários são alvos de operação da PF que apura crimes ligados à limpeza urbana em Uberaba

Estevam afirma que a Polícia Federal apreendeu na casa do secretário de Serviços Urbanos somente itens pessoais, como a agenda pessoal, dois celulares, imposto de renda e alguns documentos de imóveis particulares. Segundo ele, não foi recolhido dinheiro no local.

De acordo com o advogado, o cliente está disposto a cooperar com as investigações da Polícia Federal e aguarda o desenrolar da operação com serenidade, pois a licitação referente à limpeza urbana passou por análise do Tribunal de Contas e foi abonada. "Estamos confiantes que não existe crime algum. Mais uma vez foi vítima de uma armação de adversários políticos", manifesta.

Estevam ainda disse não acreditar em eventual exoneração do secretário do governo municipal. "Certeza que vai permanecer no cargo, até porque é apenas uma investigação. Não há condenação. Ninguém vai exonerar secretário durante investigação e não existe nada que possa ligá-lo a crime", posiciona.

Veja também: Servidores investigados não foram afastados; Prefeitura afirma que irá analisar situação antes de tomar decisão
 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia