JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 18 de maio de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Continua depois da publicidade



Uberaba recebe primeiras doses de Coronavac destinadas às crianças

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

25/01/2022 - 12:07:32. - Por Joanna Prata Última atualização: 25/01/2022 - 12:07:53.

Deve chegar a Uberaba nesta quarta-feira (26) a primeira remessa de Coronavac destinada ao público infantil. Serão 5.960 doses do imunizante, destinadas a 12,3% da população de 6 a 11 anos. Além da Coronavac, estão sendo aplicadas nas crianças doses de Pfizer, cujo terceiro lote chegou ao Brasil com 1,8 milhão de doses pediátricas, a serem distribuídas aos estados e municípios nos próximos dias. Uberaba já completou a primeira semana de vacinação infantil, que caminha a passos lentos até o momento, tendo atingido cerca de 10% do público-alvo até então

A distribuição das 400.860 doses de Coronavac pelo governo estadual iniciou na segunda-feira (24). O quantitativo é destinado à aplicação de primeira e segunda doses (D1 e D2) em crianças de 6 a 11 anos em todo o Estado. Nota técnica do governo estadual, baseada no documento correspondente emitido pelo Ministério da Saúde, orienta a administração da mesma dosagem usada em adultos, com intervalo de 28 dias entre a primeira e a segunda  aplicação para completar o esquema vacinal.

Ainda não há confirmação de quando as doses começarão a ser administradas em Uberaba. Vale lembrar que a vacinação de crianças sem comorbidades começa nesta quarta-feira (26), segundo informou a responsável técnica da Central de Vacinas, Priscilla Amaral, em entrevista recente à Rádio JM. De acordo com ela, além do aumento de pontos de aplicação, a SMS (Secretaria Municipal de Saúde) pretende adotar outras maneiras de levar a imunização, seja pela escola ou pela busca ativa. Uma das sugestões é a de colocar pontos nos centros urbanos.

As recomendações são:

1. Que a vacinação de crianças seja realizada em ambiente específico e segregado da vacinação de adultos, em espaço acolhedor e seguro para a população específica. Não havendo disponibilidade de infraestrutura para essa separação, que sejam adotadas todas as medidas para evitar erros de vacinação. Ressaltamos que erros programáticos são os maiores eventos adversos que têm ocorrido nos diversos países que iniciaram a imunização em crianças;

2. Que a vacina contra a covid-19 não seja administrada de forma concomitante a outras vacinas do calendário infantil, por precaução, sendo recomendado um intervalo de 15 dias;

3. Que os profissionais de saúde, antes de aplicarem a vacina, informem ao responsável que acompanha a criança sobre os principais sintomas locais esperados;

4. Que os profissionais de saúde, antes de aplicarem a vacina, mostrem ao responsável que acompanha a criança que se trata da vacina Coronavac contra a covid-19 e seja mostrada a seringa a ser utilizada e o volume a ser aplicado;

5. Que os centros/postos de saúde e hospitais infantis estejam atentos e treinados para atender e captar eventuais eventos adversos pós- vacinais em crianças; e

6. Que seja adotado um programa de monitoramento, capaz de captar os sinais de interesse em farmacovigilância.

A íntegra da Nota Informativa pode ser acessada clicando aqui

A deliberação da Comissão Intergestora Bipartite (CIB-SUS) que trata da ampliação da vacinação de crianças e adolescentes com o imunizante Coronavac será publicada no Minas Gerais desta terça-feira (25/1).


 

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia