JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 29 de julho de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Por que Uberaba não usa as segundas doses para acelerar a vacinação? Coordenadora explica

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

14/06/2021 - 00:00:00. - Por Rafaella Massa

Ana Vera Abdanur coordena a vacinação contra a Covid-19 em Uberaba (Foto/Divulgação)

Mesmo com avanços significativos, a agilidade da vacinação contra a Covid-19 continua alvo de muitos questionamentos da população em Uberaba. Dúvida frequentemente enviada ao Jornal da Manhã sobre o processo é com relação ao motivo pelo qual não usar as vacinas da segunda dose para a aplicação de primeiras doses, acelerando a imunização.

Em entrevista ao Jornal da Manhã, a coordenadora da vacinação em Uberaba, Ana Vera Abdanur, esclarece que as vacinas distribuídas vêm com destinos específicos à 1ª dose e à 2ª dose, portanto, os imunizantes não podem ser desviados a outros propósitos. “Eu não posso utilizar o que vem de segunda dose para primeira, porque se eu utilizo para primeira para não ficar parado e acelerar o processo de imunização, depois não vem aquela segunda dose. Chega o dia de eu vacinar a pessoa que tem direito e ela tem a negativa, igual aconteceu em outros municípios que houve essa falta de vacina. Uberaba sempre respeitou o critério vindo do estado”, diz.

Leia também: Testagem positiva caiu nas faixas etárias já contempladas pela vacinação em Uberaba

Ana Vera ainda explica que não há exatamente uma estocagem de imunizantes, mas sim imunizantes guardados com destinos certos, apenas esperando para serem utilizados por seus donos, afinal, a vacina é direito de todo cidadão. “As vacinas não estão estocadas, existe o envio de segundas doses que nós temos que resguardar para o público que está procurando. A segunda dose vem no momento oportuno para aplicação. Por exemplo, em abril nós começamos a receber a segunda dose de AstraZeneca que foi aplicada em maio e está sendo aplicada em junho. E ainda não recebemos a segunda dose que vai ser aplicada em julho, agosto e setembro. Então, não fica parado. As doses que nós temos lá na central de vacina é para essa campanha que nós estamos fazendo agora, que daria até terça-feira, mais ou menos, além das segundas doses pré-determinadas para os próximos dias. Não recebemos muito estoque para ficar guardando lá para frente”, afirma a coordenadora.

Mesmo que não sejam utilizadas por causa da baixa procura, as vacinas precisam estar disponíveis e não existe uma possibilidade de ficarem fora do prazo de validade. Segundo Ana Vera, a validade das vacinas é acompanhada diariamente. Atualmente, as vacinas disponíveis têm validade até outubro de 2021, 2022 e 2023.


 

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia