JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 27 de outubro de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Árvores em Peirópolis devem ser removidas após suspeita de envenenamento

24/09/2020 - 11:06:34. - Por Daniela Brito Última atualização: 24/09/2020 - 16:59:10.


Ao realizar a vistoria das árvores em Peirópolis, equipes da Secretaria de Meio Ambiente não puderam confirmar o envenenamento já que elas estava em avançado processo de biodeterioração; contudo, algumas apresentam risco de queda e deverão ser suprimidas (Foto/Arquivo)

Com suspeita de envenenamento, Conselho do Patrimônio Histórico de Uberaba (Conphau) terá de realizar a remoção de árvores no bairro rural de Peirópolis.  

Conforme denúncias recebidas pelo Jornal da Manhã, as árvores teriam sido envenenadas assim como ocorreu com animais no final do ano passado. Porém, a Prefeitura de Uberaba não confirma a hipótese. 

De acordo com a assessoria de comunicação, equipes do Departamento de Controle Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente (Seman) estiveram na quarta-feira (23) no bairro rural para averiguar a condição das árvores, tendo em vista as denúncias de envenenamento. 

De acordo com o biólogo Paulo César Franco, que é diretor técnico dos parques e áreas verdes de Uberaba, as equipes constataram quatro árvores em estado de decomposição avançada, com risco de queda, mas que não seria possível averiguar a ocorrência de envenenamento. Além disso, as árvores são muito antigas. Desta forma, ele esclarece que a pasta deve pedir ao Conphau para realizar a retirada das arvores. A medida é necessária por estarem em um local tombado.

"Não foi possível constatar durante a vistoria que se tratasse realmente de envenenamento dado já ao avançado processo de biodeterioração que essas árvores estavam. Algumas já estavam em processo de decomposição há bastante tempo. Nesse caso o procedimento nosso é fazer um relatório e encaminhar primeiramente ao Conphau e depois, os conselheiros concordando, fazer o desmonte dessas árvores, por estarem em risco de queda, já que elas estão em área onde as pessoas vão para recreação, principalmente piquenique", explicou.

 

Leia mais

Continua depois da publicidade

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia