JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 29 de maio de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Obras públicas do município não param no período de quarentena

As empreiteiras contratadas estão sendo cobradas para que cumpram as determinações de proteção dos trabalhadores

27/03/2020 - 20:10:57. - Por Gisele Barcelos Última atualização: 27/03/2020 - 20:16:23.

Foto/Fernanda Borges/PMU

Drenagem da avenida Guarapuava, no valim de Melo é uma das obras que seguem sem interrupção

Para evitar paralisações e atrasos no cronograma, representantes da Prefeitura se reuniram nesta sexta-feira (27) com dirigentes de construtoras responsáveis pela execução de obras públicas. Até o momento, o serviço não foi paralisado, mas a atual situação causada pela pandemia trouxe incerteza para as empresas.

No encontro, o prefeito Paulo Piau (MDB) fez um apelo para que os trabalhos não sejam interrompidos durante o período de quarentena no município. “Nós pedimos a eles que façam seu máximo e permaneçam dentro dos cronogramas. Uma obra parada incomoda muito a comunidade, e todos concordam com esse ponto de vista”, disse.

Conforme o secretário municipal de Serviços Urbanos e Obras, Antonio Sebastião de Oliveira, existe um grande pacote de obras iniciado antes do início da pandemia e agora as construtoras estavam em dúvida sobre a continuidade. Por isso, a importância do diálogo para tranquilizar o setor. “Existiam muitas dúvidas por parte dos empresários se haveria paralisação de obras, fruto de todo este momento que está acontecendo. Reforçamos, além das questões de cronograma, sobre a importância social que as obras têm na comunidade de Uberaba”, manifesta.

Entre as obras em andamento na cidade, estão a recuperação da pista do BRT na avenida Leopoldino de Oliveira, drenagem em vários pontos da cidade, canalização de córregos e construção de  Centros Municipais de Educação Infantil (Cemeis). 

O secretário ainda lembrou que a construção civil é um dos setores permitido a continuar as atividades, mas deve seguir as regras estabelecidas no decreto para evitar a propagação do novo coronavírus. Em caso de descumprimento, é prevista punição com multa e cassação do alvará.

Veja também: Prefeitura decreta o fechamento do comércio até dia 30 de abril

Segundo o titular da pasta, está sendo cobrado que as empreiteiras contratadas para a execução das obras da Prefeitura sigam as determinações. As regras incluem a redução do número das equipes, distanciamento mínimo de dois metros entre os trabalhadores, uso dos equipamentos de segurança, ventilação natural do ambiente e proibição de aglomeração de pessoas. 

“São mais de 20 obras sendo realizadas simultaneamente e temos que manter a responsabilidade de atender a população. Temos um compromisso a ser cumprido, inclusive previsto em contrato”, finaliza.

 

 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia