JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 22 de fevereiro de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Agronegócio estima crescimento de 3,2% ao longo de 2020

Clima atípico de 2019 comprometeu levemente a produtividade da soja na região de Uberaba, o que foi compensado com a manutenção dos preços ao fim do ano

26/01/2020 - 00:00:00. - Por Thassiana Macedo Última atualização: 26/01/2020 - 11:28:38.

Foto/reprodução

O agronegócio é o setor que mais se destacou no cenário brasileiro em 2019 e é uma das áreas mais promissoras quando é analisada a situação econômica do país. Dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostram que a área superou as estimativas iniciais para o ano de 2019, batendo 1,4% de crescimento, quando a meta inicial era de 0,5%. Estima-se que o crescimento do agronegócio em 2020 baterá a marca de 3,2%. 

Segundo dados da Federação da Agricultura do Estado de Minas Gerais, o Valor Bruto da Produção superou R$66 bilhões, crescendo 5,8% sobre o faturamento de 2018. A carne bovina foi um dos destaques de 2019, com faturamento 11,7% maior em relação ao ano anterior.

Para o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Uberaba (SRU), Gilberto de Oliveira Dias, o clima atípico de 2019 comprometeu levemente a produtividade da soja na região, o que foi recuperado no fim do ano com a manutenção de preços. “As condições, hoje, são muito favoráveis para o agronegócio em 2020, porque trabalhamos com juros baixos, dólar alto e inflação praticamente zerada, e o mais importante de tudo é que o nosso produto está com total liquidez. Estamos com mercado externo favorável. A exportação da soja será positiva, apesar do acerto entre EUA e China, que não deve nos afetar. As exportações de carne para a China vão voltar e não acredito em nova alta de preço. O ano está muito favorável e 2020 será um grande ano para o agronegócio”, avalia. 

Dias lembra que os produtores vivem em função da exportação, pois não se pode trabalhar apenas com mercado interno. “O clima para a agricultura este ano está ótimo e não está faltando nada para as lavouras de milho, principalmente na nossa região”, completa o presidente do SRU. E com a demanda internacional aquecida, o mercado deve se manter atrativo para os produtores em 2020 e pode puxar também o crescimento para o mercado de grãos, especialmente milho e soja, principais componentes da ração animal. A safra mineira de grãos foi recorde em 2019, ultrapassando 14 milhões de toneladas e, a depender do clima, pode ser novamente responsável por grande contribuição econômica ao Estado.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia