JM Online

Jornal da Manhã 50 anos

Uberaba, 11 de agosto de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

GERAL

Continua depois da publicidade



Saúde prevê novo pico da Covid-19 em duas semanas em Minas Gerais

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

01/07/2022 - 06:14:07. Última atualização: 01/07/2022 - 06:14:19.

De acordo com o secretário Fábio Baccheretti, o frio e o pós-feriado podem impactar o aumento de casos no Estado (Foto/Arquivo)

A Secretaria de Estado de Saúde prevê novo pico da Covid-19 em Minas Gerais nas próximas duas semanas. A previsão é do secretário Fábio Baccheretti, que informou que o aumento pode ser superior aos atuais 122%. A estimativa foi divulgada durante reunião do Comitê Extraordinário Covid-19.

"Este crescimento é esperado e justificado por fatores sazonais, como o período de frio, maio e junho, e o pós-feriado de Corpus Christi, que também trouxe dados represados", disse Bacheretti.

O secretário reforçou que a vacinação é o único caminho para combater o número de casos e destacou a importância de avnçar com a aplicação de doses no público infantil. Em Uberaba, segundo dados do vacinômetro, atualizado pela última vez no dia 29 de junho, 94% do público adulto já recebeu as duas doses (61,45% já tem a terceira dose e a quarta ainda tem pouca incidência, de apenas 14,47%). Já o público infantil ainda está bem aquém dessa proporção, atingindo 65% da imunização com a primeira dose e apenas 43% da segunda dose.

"Apesar de não haver aumento significativo no número de internações de crianças com Covid-19 e de a adesão ter saltado 10% da última apresentação do comitê até hoje, a vacinação deste público é fundamental para evitarmos quadros graves de síndrome respiratória aguda grave", disse.

Embora haja previsão de pico de casos para as próximas duas semanas, o secretário ressaltou que não se trata de uma quarta onda do vírus. "A nossa taxa de letalidade é de 1,7%, contra 2,2% do Brasil. O indicador significa que a vacina salva vidas, evita mortes. Além disso, protege, pois a maioria dos novos pacientes que já estão imunizados têm sintomas leves, quadros tranquilos", finaliza.

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia
Fechar