JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 23 de maio de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

GERAL

Continua depois da publicidade



Brasil recebe segunda remessa de vacina pediátrica da Pfizer

Segundo lote chegou neste domingo ao aeroporto de Viracopos

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

17/01/2022 - 06:19:19. - Por Agência Brasil Última atualização: 17/01/2022 - 06:28:53.

Nova remessa foi recebida ontem no aeroporto de Viracopos, em Campinas, com mais 1,2 milhão de doses da Pfizer (Foto/Alex Sandro - TV Brasil)

O Ministério da Saúde confirmou que uma segunda remessa de vacinas pediátricas contra covid-19 chegou neste domingo (16) ao aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP). Desta vez, foram recebidas 1,2 milhão de doses da Pfizer, a única autorizada até agora pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária ( Anvisa) para aplicação em crianças entre 5 e 11 anos. O quantitativo total de doses é o mesmo da primeira remessa; portanto, a expectativa é que Uberaba receba um quantitativo semelhante também. A primeira remessa, cuja vacinação iniciará nesta terça-feira na cidade, continha 1.610 doses. 

Leia também: Uberaba inicia vacinação de crianças de 5 a 11 anos nesta terça-feira

De acordo com o secretário executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, a remessa mais recente estava prevista para chegar ao país apenas em 20 de janeiro, mas foi antecipada. No próximo dia 27, está prevista a chegada de mais 1,8 milhão de doses. “Para a imunização desse público [entre 5 e 11 anos] será necessária a autorização dos pais. No caso da presença dos responsáveis no ato da vacinação, haverá dispensa do termo por escrito. A orientação da pasta é que os pais ou responsáveis procurem a recomendação prévia de um médico antes da imunização”, disse o Ministério da Saúde.

A previsão é que o Brasil receba em janeiro um total de 4,3 milhões de doses da vacina. Em fevereiro, devem ser entregues mais 7,2 milhões, e em março, 8,4 milhões. Durante o primeiro trimestre, está prevista a chegada de quase 20 milhões de doses pediátricas, destinadas ao público-alvo de 20,5 milhões de crianças. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, tem sido criticado pela demora no início da vacinação infantil. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a aplicação das doses pediátricas em 16 de dezembro, mas o Ministério liberou a imunização apenas em 5 de janeiro, sem exigência de prescrição médica, como havia sido considerado por Queiroga.

Leia mais: Minas Gerais não vai exigir receita médica para vacinação infantil

*Com informações da Agência Estado

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia