JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 21 de junho de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Aposentados e pensionistas têm até o fim do ano para fazer a prova de vida

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

09/06/2021 - 00:00:00. - Por Luiz Henrique Cruvinel

Aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que não estão em dia com a prova de vida têm até o fim deste ano para regularizarem a situação, antes do bloqueio do benefício. De acordo com o gerente-executivo do INSS em Uberaba, Sérgio Murilo Vilarinho, o procedimento foi informatizado e pode ser feito também pelo aplicativo, no celular.

A prova de vida é a forma de o Instituto confirmar a existência do beneficiário e evitar fraudes com pagamentos irregulares. O procedimento deve ser feito na unidade bancária onde o segurado recebe. O cronograma já está disponível no site do INSS e seguirá ordem cronológica de não pagamento. Sérgio explica que as pessoas que não fizeram a adequação em 2020, por conta da pandemia, serão colocadas em fila de acordo com os meses.

Quem deveria ter feito a prova em março e abril do ano passado e optou por não fazer deve fazer agora, em junho. Os programados para maio e junho de 2020 devem fazer a prova em julho deste ano. Os beneficiários de julho do ano passado devem procurar a regularização em agosto, e daí por diante. Por fim, quem deveria ter feito a avaliação anual em dezembro de 2020 deverá fazê-la em janeiro de 2022.

Os beneficiários têm, agora, outra alternativa às filas extensas dos bancos: o aplicativo “Meu Inss”, disponível nas lojas de programas dos celulares. Contudo, o serviço só está disponível àqueles cadastrados em outros processos nacionais, como o Detran e o Título de Eleitor, já que o processo é feito com a digital do cidadão.

Por meio da ferramenta é possível verificar as datas de regularização e todo o cronograma corrente de quitação de serviços. 

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia