JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 28 de março de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

GERAL

Acusado pega seis anos em regime semiaberto por matar a ex-noiva

Acusado de matar a ex-noiva, Cristiano Alex de Ávila foi condenado ontem a seis anos de prisão em regime semiaberto; sentença foi dada em julgamento popular pela 2ª Vara Criminal

- Por Gisele Barcelos Última atualização: 18/08/2017 - 21:56:04.

Acusado de matar a ex-noiva, Cristiano Alex de Ávila foi condenado ontem a seis anos de prisão em regime semiaberto. A sentença foi dada em julgamento popular pela 2ª Vara Criminal de Uberaba. O réu respondia por crime ocorrido em outubro de 1999. Inicialmente, ele foi acusado de homicídio qualificado da ex-noiva Ângela Maria da Conceição, que tinha 14 anos à época dos fatos. Neste caso, a pena poderia ser de 12 a 30 anos de prisão.

De acordo com o defensor público Glauco de Oliveira Marciliano, tanto a acusação quanto a defesa apresentaram uma tese comum, excluindo o que caracterizaria o crime como homicídio qualificado. Por isso, a pena menor aplicada. “Tanto o Ministério Público quanto a defesa entenderam que o réu praticou um homicídio simples”, acrescenta o advogado.

Cristiano respondia em liberdade pelo crime. Segundo consta nos autos, a ex-noiva e o réu moravam juntos. No entanto, depois de sofrer agressões, Ângela teria voltado para a casa de sua família. A jovem teria ido até a casa do vigilante para receber a pensão alimentícia do filho. Porém, o réu não teria gostado de ser cobrado e, após uma breve discussão, Cristiano sacou um revólver e realizou um disparo certeiro contra a cabeça de Ângela. A vítima foi socorrida pela unidade de resgate do Corpo de Bombeiros e conduzida ao Hospital de Clínicas, mas não resistiu aos ferimentos.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia