JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 22 de maio de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Colunas

Lídia Prata
Carlos Paiva SENTINELA 06/05/2022



Jovem é preso ao ser flagrado "colando" na prova de legislação para tirar a CNH

Preso colando na prova de legislação do Detran
Jovem de 24 anos foi preso após ser flagrado “colando” na prova de legislação para tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A prisão aconteceu no posto do Detran-MG, na Unidade de Atendimento Integrado (UAI), rua Tristão de Castro, em Uberaba, por volta das 8h30 desta quinta-feira (5). Uma testemunha, de 29 anos, que trabalha na UAI, informou a um investigador que o jovem estaria consultando conteúdos anotados nas palmas das mãos. Imediatamente a Inspetoria de Polícia da 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil/5ºDPC foi comunicada e uma equipe chegou rapidamente na UAI e confirmou a tentativa de fraude com o suspeito. O rapaz confessou que fez anotações nas palmas das mãos e consultava conteúdo sobre sinalizações sonoras de trânsito. Recebeu voz de prisão em flagrante e foi conduzido preso ao plantão da Polícia Civil, onde foi autuado no artigo 311-A do Código Penal: Utilizar ou divulgar, indevidamente, com o fim de beneficiar a si ou a outrem, ou de comprometer a credibilidade do certame (prova, concurso), conteúdo sigiloso. A pena é de reclusão, de um a quatro anos, e multa. A autoridade policial, conforme prevê a lei, arbitrou fiança, o acusado pagou e foi liberado. Vai responder ao inquérito em liberdade.

Furto de vaca registrada na ABCZ
Pecuarista de 30 anos teve uma vaca da raça Nelore registrada junto à Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ) furtada de sua fazenda, rodovia MG-190, quilômetro 5. O animal foi abatido no próprio pasto da propriedade. Conforme o pecuarista, ao chegar na fazenda avistou a buchada e a cabeça da vaca Nelore. E ao verificar a cabeça do animal morto, percebeu uma perfuração por projétil de arma de fogo. Também notou o rastro do veículo utilizado pelos autores. Ele garante que o rastro é de aro 15 pra baixo. Ele contou em um grupo de WhatsApp que haviam matado e furtado a carne de sua vaca e ficou sabendo de outros crimes semelhantes na região da sua propriedade. O pecuarista ressalta que não tem suspeitos do furto e abate da vaca, mas informa que só este ano foram pelo menos quatro furtos de gado nas fazendas vizinhas À sua e todos com o mesmo modus operandi.

Furto de carro e pesos, halteres...
Personal de 23 anos teve o carro VW Gol, cor branca, placas QOX-6B19 furtado, rua Bruno Martinelli, Conjunto Silvério Cartafina, à 0h30 desta sexta-feira (6). Ele relata que, por volta das 21h de quinta-feira (5), estacionou o carro na rua e, ao retornar, nos primeiros minutos de sexta-feira, o carro havia sido furtado. No interior do porta-malas havia um par de botas, uma calça jeans, uma camiseta polo cinza e caixa trio de som da marca Pioneer; sobre o banco traseiro do automóvel havia duas mochilas de cor preta com pesos, halteres, anilhas utilizadas para treinar seus clientes.

Furto de grelha fluvial
Usuário de drogas de 32 anos é preso após furtar uma grelha de rede fluvial com cerca de dois metros, no lava-jato de um posto de combustíveis, avenida Leopoldino de Oliveira, bairro Abadia, por volta das 2h desta sexta-feira (6). Ele confessou o furto e tentou justificar dizendo que é dependente químico e que subtraiu o objeto devido ao grande peso, uma vez que seria vendido pela quantia de R$0,50 o quilo. Disse também que todo o valor arrecadado com a venda da grelha de rede fluvial furtada seria usado para compra de crack.

Leia também: Furtos de tampas de bueiros geraram prejuízo de mais de R$200 mil

Briga de vizinhos
Perturbação do sossego gera briga que quase acaba em tragédia entre vizinhos, avenida Orlando Rodrigues da Cunha, Vila São Vicente, por volta das 3h20 desta sexta-feira (6). Dois homens acabaram detidos, mas foram liberados após assinarem o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Um homem de 23 anos contou que constantemente tem sido incomodado por seu vizinho, de 42. Durante a discussão, um armou-se com dois facões e o outro com pedaço de madeira. Com a chegada da Polícia Militar a confusão acabou. Mais um pouco teria terminado em tragédia…

Encontro cadáver
O Wantuir José Camargo, 78 anos, foi encontrado morto em sua residência, rua Paulo Davila Pires, zona rural Oeste de Uberaba, às 19h de quinta-feira (5). O irmão dele foi quem encontrou o corpo. A vítima apresentava vários problemas de saúde. A casa da morte foi natural. A Polícia Militar registrou a ocorrência como encontro de cadáver.

Ameaças a sogra
Uma aposentada de 70 anos foi ameaçada pelo genro (instalador de insulfilm) após procurar a filha para assinar alguns documentos, na avenida Tutunas, bairro também Tutunas. Ela conta que o marido de sua filha apareceu na janela e lhe xingou de “vagabunda e sem vergonha”. Ele também teria dito: que iria “quebrá-la, meter-lhe a pua, picá-la e matá-la”. As ameaças feitas a uma idosa foram encaminhadas a Delegacia de Orientação e Proteção à Família.

Agredida com teclado de computador
Um analista de sistemas de 58 anos foi preso após agredir a companheira, uma cabeleireira, de 29, com um teclado de computador, na rua Maria do Carmo Maia, Jardim Esplanada, na madrugada desta sexta-feira (6). Ela sofreu um ferimento na cabeça e foi levada, pela guarnição da 41ªCompanhia/4ºBPM, até a UPA do Mirante. O acusado afirma que a mulher foi quem arremessou o teclado nele e que em seguida ele devolveu e acertou a cabeça dela.




Continua depois da publicidade


Fisioterapeuta é ...
Uma fisioterapeuta de 38 anos vem tendo uma série de dissabores com um ex-namorado. Ela relata que viveu um relacionamento (namoro) com o suspeito e durante o namoro foi levado seu notebook para formatar com o primo dele. Também foi trocado o HD da máquina. Em seguida o namoro acabou e ao acessar o Telegram pelo computador, percebeu que alguém estava acessando seu notebook remotamente.

... vítima de perseguição
Ainda de acordo com a fisioterapeuta, formatou e trocou senhas do notebook e celular, mas não adiantou, os aparelhos continuavam clonados. Ela teve WhatsApp, Instagram, Facebook e os e-mails invadidos, e acredita que tenha sido pelo ex-namorado. A fisioterapeuta conta que já trocou o aparelho celular, número de telefone, notebook e ainda sim continua tendo os mesmos problemas. O caso foi encaminhado à Delegacia Especial de Atendimento à Mulher por se tratar de suspeita de crime de perseguição.

Constrangimento...
Uma encarregada de prevenção de 29 anos trabalha em um supermercado e alega, que um colega de trabalho, teria ido até um local restrito da loja onde ficam os equipamentos de monitoramento e vigilância e pegado de maneira indevida algumas imagens. Nestas imagens, ela aparece escorregando e caindo no chão. Ela afirma que o colega estaria compartilhando as imagens de seu tombo e assim expondo a situação vexatória, causando-lhe indignação e constrangimento. Ela disse também que tem como testemunhas alguns colegas de trabalho que receberam as imagens.

Difamação perigosa na internet
Um homem de 41 anos procurou a Polícia Civil e registrou queixa contra sua ex-esposa e ex-sogra por difamação. As duas mulheres teriam pedido a uma adolescente (filha do casal) para publicar no Facebook que a vítima, seu filho e a namorada dele, teriam sequestrado a filha do casal (menor de idade). Ele garante que não sequestrou ninguém, mas desde a publicação mentirosa e compartilhada por milhares de internautas, vem sofrendo ameaças de morte juntamente com seu filho e a namorada dele.

Os “justiceiros virtuais”
Ainda segundo a vítima de difamação, sua ex-esposa e ex-sogra lhe xingam de “bichona” e estão dizendo que sua casa é ponto de venda de drogas e também destinada a “orgias”. A postagem no Facebook a que se refere a vítima também foi compartilhada em grupos de WhatsApp de Uberaba e de cidades da região e se via a “revolta” dos ditos “justiceiros virtuais” que usaram a internet para ofenderem e estimularem pessoas desavisadas a fazerem justiça a qualquer preço e com as próprias mãos, o que é um perigoso crime.

Só o Primo tem
Os lanches e pizzas do Primo têm qualidade do começo ao fim. Aliás, tudo no Primo é de muita qualidade. Os ingredientes são escolhidos a dedo e a higiene segue o controle rigoroso dos olhos do dono. No Primo também tem caldos e porções. Para acompanhar tem suco de laranja, refrigerantes ou uma cerveja geladíssima. Primo Lanches e Pizzas, praça Carlos Gomes, 174, bairro Estados Unidos, ligue: 3333-3000. WhatsApp: 99972-4977. Visite o Primo nas redes sociais.

O Primo tem a entrega mais rápida cidade, é só ligar: 3333-3000

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ.
O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.

Continua depois da publicidade

Leia mais



DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia