JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 16 de maio de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Articulistas.

Outros Articulistas

REUNIÃO

RESPOSTA. Dúvidas levantadas sobre o destino dos equipamentos da Rádio dos Bancários não têm procedência. Segundo o presidente do Sindicato dos Bancários de Uberaba, Maurício de Sousa, tudo está muito bem guardado e pode ser mostrado para quem se interessar.
 
REAÇÃO. Maurício de Sousa afirma que sua gestão à frente do Sindicato dos Bancários é transparente e acima de tudo democrática. Em sua visão não pode existir situação e oposição quando o assunto é a melhoria das condições de trabalho do bancário, o que se verifica são opiniões divergentes, e o sindicato está aberto a todas elas bem como está aberto a todos que queiram participar.
 
TERROR. E vida de bancário não anda nada fácil mesmo. Na última década os bancos transformaram seus funcionários em vendedores de produtos. O atendimento ao cliente virou coisa do passado. No programa de metas a serem cumpridas pelos bancários estão seguros, títulos de capitalização e cartões de crédito, entre outros.
 
PÚBLICO. E não é somente nos bancos privados que tentam empurrar de tudo no cliente. Na Caixa Econômica Federal da rua São Benedito aquele que faz financiamento para aquisição da casa própria é obrigado a abrir conta na agência mesmo que já possua conta no banco, mas em outra agência.
 
DESCONTO. A desculpa para forçar a abertura de mais uma conta corrente na Caixa Econômica Federal é a afirmação que o desconto concedido para quem opta pelo débito eletrônico só é disponível para contas da agência. Engraçado, no site do banco não conta nada disso.
 
E TEM MAIS. Além da abertura da conta corrente, o cliente do financiamento bancário ainda é obrigado a adquirir produtos da Caixa Econômica Federal, como títulos de capitalização e seguro para garantir o desconto.Trata-se de uma verdadeira venda casada. Mas quando o abuso é dos bancos já viu, né: ou adere ou não põe a mão no dinheiro. Se for esperar por justiça, com certeza os dentes vão cair de velhos.
 
REUNIÃO. No final de semana a Faculdade de Talentos Humanos reuniu todos os professores do curso de Direito. Vários assuntos acadêmicos foram tratados. Sob a batuta do conselho diretivo formado por Luiz Artur (Tuca), Guido Bilharinho e Vicente Braga, além do coordenador do Núcleo de Prática Jurídica Rodrigo Carvalho, a meta é transformar o curso no melhor de Minas Gerais.
 
CHUVA. Está totalmente intransitável o viaduto que dá acesso ao Bairro Recreio dos Bandeirantes. A forte chuva da semana passada lavou toda a capa de asfalto da última operação tapa-buraco. Se transitar pelo bairro já estava impossível em função das “crateras” existentes, agora o problema maior é conseguir chegar lá.
 
SÉCULO PASSADO. Curioso quem opta em fazer suas compras no Makro e não se informa antes, pode ter uma desagradável surpresa. Somente ao chegar ao caixa é que vai descobrir que o atacado não trabalha com nenhum cartão de crédito ou débito. “Só dinheiro vivo”, como dizem os funcionários da rede em Uberaba.
 
DOIS PESOS. A Câmara dos Deputados gastou R$ 44,4 milhões só com pagamento de horas extras aos servidores em 2009. Enquanto no “olimpo” o valor extrapola em 64% a quantia gasta durante 2008, o STF se preocupa mesmo é com a “plebe” do serviço público. Súmulas vinculantes editadas pelo guardião da Constituição Federal permitem que o salário base do servidor público seja inferior ao salário mínimo.
 
DUAS MEDIDAS. Se para quem trabalha as coisas são muito difíceis, para quem integra os Movimentos Sem Terra a coisa ficou ainda mais fácil. Programa Nacional de Direitos Humanos, assinado pelo presidente Lula no apagar das luzes em 2009, flexibiliza as regras para reintegração de posse de propriedades invadidas e gera “preconceito” contra a agricultura comercial. 
 
BRINCADEIRA. O que se viu em 2009 foi a total insegurança jurídica para aqueles que trabalham no campo. Os prejuízos impostos pelos Movimentos Sem Terra aos produtores rurais e mesmo a instituições acadêmicas voltadas para a pesquisa agropecuária foram enormes. Patrimônio público e particular, foram destruídos sem que qualquer “liderança” fosse punida.
 
ESTRATÉGIA. Realmente este parece ser o País em que aqueles que trabalham muito, erram muito, são punidos e perseguidos. Os que trabalham pouco erram pouco e passam despercebidos. Já aqueles que não trabalham não erram, assim sendo merecem é ser promovidos. Quando será que vamos mudar essa mentalidade?
 
CEMITÉRIO. Vários usuários de drogas têm feito do Cemitério São João Batista o cenário para curtir seu “barato”. Aqueles que ali vão prestar homenagem a seus entes queridos sofrem com o assédio e “pedidos” de dinheiro para comprar mais pedras.
 
APOSENTADORIA? Com contrato no Galo até o dia 31 de maio, o atacante Marques, do Atlético, anunciou seus planos para quando sair do clube e se aposentar: se candidatará a deputado estadual em Minas Gerais. Ele é filiado ao PTB.
 
BÔNUS. Os agricultores familiares que tomam empréstimos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) já podem se beneficiar de bônus do Programa de Garantia de Preços da Agricultura Familiar. O desconto vale para 22 culturas incluídas no programa, entre elas algodão em caroço, arroz longo fino em casca, feijão e leite.
** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do JORNAL DA MANHÃ. O conteúdo é de responsabilidade exclusiva do autor.
DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia