JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 23 de setembro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Em reunião com educadores, PMU mantém acordo fechado em 2017

Direção do sindicato que representa a categoria manifestou que a Prefeitura apenas reafirmou o acordo firmado no ano passado

- Por Gisele Barcelos Última atualização: 01/02/2018 - 11:03:38.

Educadores se reuniram ontem com equipe do governo municipal para discutir negociação salarial de 2018. Direção do sindicato que representa a categoria manifestou que a Prefeitura apenas reafirmou o acordo firmado no ano passado, que prevê reajuste de 5% e mais o percentual da inflação no período. O índice final a ser aplicado será de 7,13%, conforme apresentado aos sindicalistas.

Além do índice, foram reassegurados os compromissos de incorporar o Descanso Remunerado Semanal (DSR) ao vencimento básico e transformar o cargo de educador infantil em professor de Educação Infantil e os cargos de professores de Ensino Fundamental de horistas para mensalistas.

Para presidente do Sindemu (Sindicato dos Educadores do Município de Uberaba), Bruno Ferreira, o resultado da reunião ficou abaixo da expectativa porque não houve avanço em relação à proposta salarial feita no ano passado.

Ferreira argumenta que a principal demanda da categoria é o cumprimento integral do piso do magistério, o que não será contemplado com o reajuste oferecido pela Prefeitura. Além disso, ele reforça que o Executivo continua sem perspectiva para aumentar o tíquete-alimentação do funcionalismo. A categoria solicitou subir o valor para R$ 650.

O sindicalista afirma que a situação será discutida internamente com a diretoria e também será tratada com a categoria em assembleia para um posicionamento final junto ao governo municipal.

Outro lado. Já a secretária municipal de Educação, Silvana Elias, defendeu que o índice de 7,13% somado ao valor do Descanso Remunerado Semanal (DSR) representaria um reajuste de aproximadamente 23%. “Analisando o piso nacional e comparando com o que conseguimos propor, é uma proposta exequível e adequada ao momento econômico e financeiro”, declara.

A titular da pasta ainda afirmou que o planejamento também inclui reajustes salariais para os diretores e vices das unidades de Educação Infantil e do Ensino Fundamental.

Silvana ressaltou ainda que houve um remanejamento de outras despesas para priorizar a valorização dos profissionais, além de medidas de economia como otimizar o transporte escolar, atividades da jornada ampliada e junção de turmas. O recurso para pagar o reajuste proposto é oriundo do Fundeb.

O secretário de Administração, Rodrigo Vieira, acrescentou que a preocupação do governo municipal é cumprir os compromissos com o servidor, mantendo o pagamento de salários em dia e os benefícios já concedidos. “Temos tomado medidas de gestão para fazer os ajustes necessários, sem prejudicar o servidor”, afirma. 
 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia