JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 28 de março de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Cidade terá esquema de vacinação itinerante contra a febre amarela

Enquanto número de casos de febre amarela aumenta no Estado, a Secretaria de Saúde prepara esquema de vacinação itinerante para ampliar população imunizada

- Por Gisele Barcelos Última atualização: 24/01/2018 - 15:12:14.

Foto/Jairo Chagas


Diretor de Vigilância em Saúde, Nelson Ranieri diz que a intenção é levar o veículo em locais com maior concentração de pessoas e distante de UBSs

Enquanto número de casos de febre amarela aumenta no Estado, a Secretaria Municipal de Saúde prepara esquema de vacinação itinerante para ampliar população imunizada contra a doença. O serviço deve começar a funcionar ainda em janeiro.

De acordo com o diretor de Vigilância em Saúde, Nelson Ranieri, um veículo que é utilizado como laboratório de coleta de sangue está sendo adaptado para funcionar como sala de vacina itinerante. Além disso, equipe está sendo organizada para realizar o atendimento. “Estamos só acabando de acertar os trâmites administrativos internos para colocar na rua”, posiciona.

Ranieri afirma que a previsão é começar o serviço de vacinação itinerante antes do fim do mês. O roteiro ainda não foi definido, mas a proposta é percorrer locais com grande fluxo de pessoas. “Vamos levar o veículo e deixar próximo do terminal rodoviário no período de Carnaval, nos locais que não tiver unidade de saúde e nos bairros novos. Da nossa parte, vamos tentar colocar vacina disponível para todo mundo, basta quem não vacinou comparecer com cartão de vacina e documento de identidade”, orienta.

Quanto ao atendimento estendido nas unidades de saúde, o diretor posiciona que o plano inicial é manter disponíveis diariamente as vacinas contra a febre amarela até o início de fevereiro. “Pretendemos deixar porque tem o período de Carnaval e muitas pessoas vão viajar”, ressalta.

No entanto, Ranieri ressalta que a questão será analisada semanalmente para verificar se existe demanda. “Vamos avaliar ao final de cada semana porque se tiver baixa procura, ocasiona a perda de doses. Aí voltaremos a nos concentrar em dois dias da semana”, acrescenta.

Até agora, o diretor analisa que o movimento nas unidades foi tranquilo. Em dois dias, 800 doses de vacina contra a febre amarela foram aplicadas.

Em Minas Gerais, foram confirmados 47 casos de febre amarela e outros 99 casos continuam em investigação. Foram descartados 52 casos suspeitos no período. A doença já causou a morte de 25 pacientes no Estado. As ocorrências estão concentradas na região metropolitana de Belo Horizonte.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia