JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 02 de julho de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Continua depois da publicidade



Zema diz que fará o melhor para Uberaba sobre área no Distrito 3

Em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, o governador não assumiu o compromisso de abortar em definitivo o leilão do imóvel onde seria a planta de amônia

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

17/05/2022 - 00:00:00. - Por Gisele Barcelos Última atualização: 17/05/2022 - 11:48:40.

Governador Romeu Zema diz que o foco do governo estadual é viabilizar a atração de investimentos para Uberaba (Foto/Arquivo/Jairo Chagas)

Após a prefeita Elisa Araújo (Solidariedade) reivindicar ao Estado para recuar em relação à venda de área da fábrica de amônia em Uberaba, o governador Romeu Zema (Novo) afirmou que o assunto está sendo analisado e a intenção é fazer o melhor para o município, mas não fez compromisso de abortar em definitivo o leilão do imóvel no Distrito Industrial 3.

Em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, o governador manifestou que o foco do governo estadual é viabilizar a atração de investimentos para Uberaba e o terreno da extinta planta de amônia será utilizado conforme esse objetivo. “Queremos levar muito mais empreendimentos para a cidade. Se esse lote estiver atraindo investimento, vai ficar reservado para essa finalidade. Então, quero tranquilizar todos de que vamos fazer o que for melhor para Uberaba”, ressaltou.

Questionado, Zema argumentou que a questão é complexa e não é possível descartar em definitivo a alienação da área em Uberaba. De acordo com ele, o terreno no Distrito Industrial 3, inclusive, pode ser atrativo para empresas interessadas em se instalar na cidade e gerar empregos. Com isso, o Estado não pode abandonar a possibilidade da venda. “Queremos que Uberaba desenvolva e atraia empregos. Se amanhã alguém quiser comprar aquele lote para fazer empreendimento que vai gerar dois mil empregos, vamos deixar de vender? Será que é bom? Vamos considerar isso: o que é melhor para Uberaba é o que será feito”, reforçou.

O governador ainda acrescentou que tem um bom relacionamento com a prefeita e assegurou que a decisão sobre o destino da área será tomada em conjunto com a chefe do Executivo. “A prefeita está aí [na cidade] e sabe muito melhor o que é necessário para Uberaba do que eu, que estou aqui [em Belo Horizonte]”, declarou.

Além disso, Zema adiantou que colocou o secretário estadual de Governo, Igor Eto, para tratar sobre a destinação do terreno e a prospecção de novos empreendimentos para a cidade. “Pedi máxima prioridade porque é assunto complexo. Não vamos perder de forma alguma oportunidade de atrair investimentos para Uberaba”, finalizou.

A reivindicação contra a venda da área da extinta fábrica de amônia foi feita durante a abertura da Safra Mineira de Açúcar e Álcool, aproveitando a presença do governador no evento. O Estado já tentou leiloar três vezes a área no Distrito Industrial 3 e recuou, porém, representantes do governo mineiro declararam em audiência pública, posteriormente, que a intenção era consolidar a alienação do imóvel.

 

 

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia
Fechar