JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 01 de dezembro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Empreiteira não cumpre prazo de obra da ZPE e será substituída

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

24/11/2021 - 00:00:00. - Por Gisele Barcelos Última atualização: 24/11/2021 - 13:00:16.

Nova reviravolta afeta obras para implantação da infraestrutura básica da ZPE Uberaba. Contratada em agosto para executar o serviço, a GSV Construtora e Usina de Asfalto não cumpriu o cronograma previsto e será substituída. A rescisão contratual já está sendo preparada pela Procuradoria-Geral do Município.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação, Rui Ramos, a empreiteira iniciou a obra de forma lenta. A construtora deveria estar com cerca de 40% da obra executada no momento, mas havia sido concluída em apenas 3%.

Ramos afirma que a empresa foi notificada mais de duas vezes pela Secretaria de Serviços Urbanos e Obras. No entanto, ele explica que a construtora manifestou que não havia condições de manter o contrato. Com isso, agora a rescisão está em tramitação para em seguida convocar a segunda colocada no processo licitatório.


A Prefeitura posiciona que a situação acarretará um atraso na conclusão do serviço, mas informa que uma parte das intervenções na área da ZPE foi executada com recursos e maquinários próprios do município. Porém, um levantamento será feito para verificar a necessidade de tratar com o governo federal sobre a extensão da data-limite para comprovar a implantação da infraestrutura inicial do empreendimento. Por enquanto, o prazo encerra em 27 de janeiro de 2022.

A empresa HCON Engenharia havia sido inicialmente declarada vencedora pelo menor preço (R$1.551.820,34). No entanto, a GSV Construtora e Usina de Asfalto, segunda classificada na tomada de preço, teve direito a apresentar nova proposta, por ser empresa de pequeno porte, e cobriu o lance por uma diferença de poucos centavos (R$1.551.820).

Como a diferença entre os valores é mínima, a Prefeitura posiciona que não haverá impacto financeiro inicialmente devido à troca de empresa. “A GSV Construtora e Usina de Asfalto deu um desconto de, aproximadamente, R$0,40 centavos. E para a HCON Engenharia assumir o contrato deve fazer pelo mesmo preço”, assegura a nota.  


Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia