JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 21 de junho de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Estudo indica que, no atual ritmo, Uberaba demoraria 2 anos para concluir imunização

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

09/06/2021 - 06:32:23. - Por Gisele Barcelos Última atualização: 09/06/2021 - 06:39:18.



Os dados apontam que 9,44% da população em Uberaba já recebeu as duas doses, enquanto 11,2% apenas a primeira dose (Fonte: USP)

Se for mantido o ritmo de vacinação adotado até então, Uberaba demoraria dois anos para concluir a imunização contra Covid-19 da população adulta. Uberlândia pode caminhar mais rápido e vacinar pessoas acima de 18 anos em apenas um ano. A estimativa foi feita por uma plataforma disponibilizada pela USP a partir de dados do Ministério da Saúde sobre doses aplicadas no país.

O site, de acesso gratuito, mostra quando cada município poderá terminar a imunização com duas doses da população se o ritmo da vacinação não for mais acelerado. Nos cálculos, é considerado o ritmo de vacinação dos últimos 30 dias, conforme os dados do ministério – que costumam ser um pouco defasados em relação aos levantamentos do Vacinômetro da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG).

De acordo com a ferramenta, o município aplica, em média, 1.000 vacinas por dia, considerando primeira e segunda doses. Nesta velocidade, a projeção é que Uberaba só terminará a imunização contra Covid-19 da população adulta em 30 de junho de 2023.

O banco de dados aponta que 9,44% da população em Uberaba já recebeu as duas doses, enquanto 11,2% apenas a primeira dose. Um total de 295.557 pessoas continuam na expectativa do início do esquema vacinal.

Pelos cálculos, Uberlândia estaria mais à frente na imunização dos habitantes, com quase 2.700 doses aplicadas por dia. Sendo assim, a projeção é que a cidade vizinha atingiria a cobertura total das pessoas acima de 18 anos até 4 de maio do ano que vem.

Ainda segundo as informações do site, Uberlândia conta com 10% da população vacinada com as duas doses. Outros 9,22% receberam apenas a primeira dose até o momento. Com isso, restam ainda 627.417 pessoas à espera da imunização contra a Covid-19.

A divergência na velocidade da vacinação acontece porque a distribuição de doses para cada município não é feita de maneira proporcional à população, mas, sim, a partir de estimativas de grupos prioritários. As cidades que receberam um maior volume de doses terminariam a vacinação antes dos municípios que conseguiram poucas unidades, mesmo tendo um grande porte.

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia