JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 27 de outubro de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Juiz será punido por participar de evento com Bolsonaro

18/09/2020 - 00:00:00.


Foto/Reprodução

O juiz Marcelo Bretas será punido por participar de eventos com o presidente Jair Bolsonaro. Segundo o Órgão Especial do TRF-2, a pena é de censura e ele vai ficar um ano sem poder ser promovido. Onze desembargadores, dos 14 membros do Órgão Especial, votaram.

Bretas acompanhou o presidente na inauguração de uma obra de acesso à ponte Rio-Niterói e depois participou de um culto com Bolsonaro e com o deputado Davi Soares.

Segundo o desembargador, Ivan Athié “o juiz nada tinha que estar fazendo na solenidade, a não ser intensificar sua já bem notória autopromoção”. A única a declarar voto foi a desembargador Simone Schreiber. Os demais apenas acompanharam o voto de Athié.

 “O elevadíssimo número de seguidores em redes sociais não é sem causa. Há clara autopromoção e é esse o interesse em colocar na rede social o anúncio da chegada de Bolsonaro ao Rio, com claro interesse de demonstrar intimidade com o presidente, vale dizer, com o poder”, disse Athié.

Segundo a desembargadora, “o fato de Bretas ser o juiz da Lava Jato, que tem como alvo inúmeros políticos do Rio de Janeiro, aumenta sua responsabilidade no comportamento de autopreservação. Ele deve se preservar, não deve se permitir que alguns segmentos desse mundo político capitalizem para si o sucesso da operação Lava Jato”.

*Com informações O Antagonista

Leia mais

Continua depois da publicidade

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia