JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 03 de julho de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Fundação cadastra artistas para receber o auxílio emergencial

Podem se cadastrar artistas, produtores, pontos de cultura, redes, coletivos e movimentos culturais

01/07/2020 - 00:00:00.

Foto/Reprodução

Jaine Basílio, presidente da Fundação Cultural de Uberaba, diz que o processo de cadastramento vai proporcionar também aproximação da classe artística com a autarquia

Com a lei de socorro financeiro para o setor cultural sancionada esta semana pelo governo federal, Fundação Cultural já deu início ao cadastramento de artistas que poderão receber o auxílio emergencial para minimizar os prejuízos da pandemia de coronavírus. Por enquanto, o cadastro deve ser feito presencialmente na autarquia, com agendamento prévio para o atendimento.

Podem se cadastrar para receber o recurso: artistas, produtores, pontos de cultura, redes, coletivos e movimentos culturais. Para agendar o atendimento é preciso marcar o horário com antecedência pelo telefone 3331-9200.

De acordo com a presidente da Fundação Cultural, Jaine Basílio, o cadastro também ampliará o contato com profissionais que ainda não conhecem a autarquia. “Realizar este cadastramento é uma forma de sairmos na frente e aproximar os artistas que ainda não conhecem o nosso trabalho”, pondera. Jaine destaca que, cumprida a fase de cadastro, será o momento da implementação da Lei Aldir Blanc e definição sobre como será aplicada a verba de R$2,1 milhões destinada a Uberaba. “Essa etapa exige uma ação coordenada. Estamos trabalhando a partir de um grupo operacional de estudos que criamos para melhor desenvolvermos os projetos”, salienta.

A partir da sanção da lei, as instituições culturais têm agora prazo de 60 dias para apresentar os projetos e definir onde os recursos serão utilizados. Por isso, o grupo de trabalho já foi formado para assegurar que todos os segmentos culturais na cidade possam ser atendidos. A intenção é que a verba seja inserida não somente em lives e apresentações artísticas, mas também para produtores culturais que não têm como trabalhar devido às medidas de isolamento adotadas para controlar a pandemia.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia