JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 25 de maio de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Estado mantém recomendação para somente serviços essenciais ficarem abertos no Triângulo Mineiro

21/05/2020 - 16:55:37. - Por Gisele Barcelos Última atualização: 21/05/2020 - 16:58:27.

Estado liberou esta semana mais regiões para a próxima etapa de reabertura da economia, mas manteve recomendação para municípios do Triângulo Mineiro continuarem somente com os serviços essenciais em funcionamento devido à pandemia de coronavírus. Novo balanço foi apresentado nesta quinta-feira (21) e considerou somente as cidades da região Norte e Centro-Sul como aptas para avançar no processo de retomada de atividades novos setores econômicos. 

Conforme a avaliação do governo estadual, as regiões Triângulo Sul e Triângulo Norte ainda não apresentam índices favoráveis para a retomada de novos setores econômicos, pois o tempo médio para internação após pedido e a relação de número de leitos disponíveis/incidência de novos casos não permitem uma folga confiável se o número de casos crescer em decorrência da reabertura de novos estabelecimentos.

 Por isso, a orientação do Estado é que os municípios das duas regiões continuem seguindo os protocolos previstos na primeira etapa de retomada da economia e permaneçam apenas com os serviços essenciais abertos para preservar a capacidade de atendimento do sistema de saúde local. O mesmo vale para as cidades da região Nordeste, Jequitinhonha, Leste, Vale do Aço, Sudeste, Sul e Oeste.

Para Uberaba, a recomendação não traria mudanças quanto ao que já está em funcionamento porque a lista de serviços essenciais definida pelo governo estadual na primeira etapa abrange justamente bancos, lotéricas, padarias, farmácias, supermercados, veículos de comunicação, indústrias, construção civil, atividades veterinárias, estabelecimentos de saúde, comércio varejista e atacadista em geral, restaurantes e outras atividades de alimentação em estilo delivery.

A recomendação faz parte do programa Minas Consciente, lançado no mês passado para estabelecer etapas para a reabertura gradual de estabelecimentos do comércio, serviços e de outros setores nos municípios mineiros. A adesão ao cronograma proposto pelo Estado não é obrigatória. Por isso, ainda não há definição se Uberaba continuará seguindo o protocolo do governo estadual ou avançará por conta própria com a reabertura de novos setores econômicos a partir deste mês.

Pela nova avaliação do Estado apresentada esta semana, as macrorregiões de Saúde Norte e Centro-Sulse juntam agora às do Centro, Noroeste e Leste do Sulpara dar seguimento à próxima etapa da reabertura econômica, com a liberação agora de atividades de baixo risco como: lojas de antiguidades e objetos de arte, artigos esportivos e eletrônicos; floriculturas; móveis, tecidos e autoescolas. O avanço  foi definido durante reunião do Comitê Extraordinário Covid-19 em Minas Gerais, na última quarta-feira (20), após análise da evolução da doença no Estado e da capacidade de atendimento em cada uma das regiões. Foi constatado que o controle do número de casos de infectados e o índice de ocupação dos leitos nessas localidades está sob controle.

 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia