JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 02 de junho de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Multas começam ser aplicadas a partir desta semana por desrespeito a regras de isolamento em Uberaba

05/04/2020 - 00:00:00. - Por Gisele Barcelos Última atualização: 05/04/2020 - 08:37:04.

Prefeitura começará a aplicar multas a partir desta semana a lojas que descumprirem restrições de funcionamento durante a quarentena em Uberaba. Até então, os empresários apenas receberam advertências, mas o prefeito Paulo Piau (MDB) afirma que a fiscalização será intensificada e penalidades mais severas também serão utilizadas para coibir a clandestinidade.

De acordo com o chefe do Executivo, uma central de fiscalização foi formada e fiscais de diversas áreas serão treinados esta semana para verificar o cumprimento das determinações de isolamento.

Piau ressalta que, até então, a equipe fez um trabalho educativo e orientou os empresários sobre as restrições estabelecidas pela Prefeitura para conter o coronavírus, mas agora o rigor da fiscalização será muito maior.

“Não brinquem com isso. Vai ter multa a partir desta semana, cassação do alvará e denúncia por crime de disseminação de doença contagiosa”, disse, lembrando as penalidades já previstas no decreto que determinou o fechamento do comércio.

Por outro lado, o prefeito manifestou que alternativas estão em estudo para liberar a retomada de algumas atividades e viabilizar a movimentação do setor produtivo. Entretanto, os detalhes ainda estão sendo discutidos tecnicamente e só serão anunciados na segunda-feira (6).

Piau cita, por exemplo, que serviços de cabelereira e manicure podem ser autorizados desde que sejam cumpridos todos os critérios sanitários exigidos no momento de pandemia, como a desinfecção de equipamentos e o uso de máscaras e luvas.

“A gente pode conter mais o vírus assim do que com as pessoas trabalhando clandestinamente. Não adianta estar de portas fechadas, mas com pessoas entrando pelos fundos e fazendo aglomeração dentro”, manifesta.

Quanto às lojas em geral, o chefe do Executivo descarta que seja autorizada a reabertura para a entrada de clientes nos estabelecimentos. Segundo ele, a proposta em análise seria a permissão para atender no estilo “drive thru”, com entrega de produtos do lado externo e sem a presença de fregueses no interior.

“Essa é apenas uma possibilidade e ainda está em estudo. A decisão será anunciada na segunda-feira. O que já está pacificado é que de forma alguma será permitida a reabertura para a circulação de clientes nos interior da loja porque é um fator de disseminação do vírus”, posiciona.

Idosos - Além do comércio, o prefeito também ressaltou que a fiscalização será intensificada quanto à circulação de pessoas nas ruas e locais públicos a partir desta semana. Um grande número de idosos tem se aglomerado em praças nos últimos dias, apesar das restrições impostas pela Prefeitura no fim do mês passado.

O prefeito ressalta que a aglomeração também é uma infração ao decreto e as pessoas flagradas serão conduzidas de volta para as residências, estando ainda sujeitas igualmente à multa de R$ 855 a R$ 2850 e responder por crime de disseminação de doença contagiosa com pena de três meses a um ano de detenção.

 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia