JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 05 de agosto de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍTICA

Com Cidade Vigiada, secretário defende volta imediata dos radares

Secretáriode Defesa Social, Trânsito e Transportes, Wellington Cardoso, defende o retorno imediato da fiscalização eletrônica do trânsito na cidade

03/09/2019 - 00:00:00. - Por Gisele Barcelos Última atualização: 03/09/2019 - 13:50:49.

Arquivo


Wellington Cardoso Ramos, secretário municipal de Defesa Social, Trânsito e Transporte, diz que a intenção é colocar a fiscalização eletrônica de volta o mais rápido possível

O secretário municipal de Defesa Social, Trânsito e Transportes, Wellington Cardoso, defende o retorno imediato da fiscalização eletrônica do trânsito na cidade, a partir da entrada em operação do programa Cidade Vigiada. As câmeras de monitoramento do programa Cidade Vigiada têm tecnologia para identificar avanço de sinal e excesso de velocidade, porém a Codiub aguarda manifestação da Prefeitura para ativar o sistema. 

Continua depois da publicidade

Cardoso pondera que a intenção é colocar a fiscalização eletrônica de volta em operação o mais rápido possível. “Nós, da secretaria, queremos colocar em funcionamento o quanto antes. A minha expectativa é que ainda esse ano seja restabelecido. Qualquer um vê as aberrações que as pessoas estão cometendo no trânsito. E está algo muito desrespeitoso e com sérias implicações para segurança”, salienta.

O titular da pasta ressalta, entretanto, que não é possível especificar quantas câmeras serão utilizadas para monitorar o avanço de sinal e excesso de velocidade. “Estamos listando tudo o que poderemos fazer com as câmeras. Só não posso dizer se serão cinco, dez ou 25, porque algumas câmeras estarão posicionadas especificamente de acordo com o aspecto da Segurança Pública, mas não necessariamente em locais com trânsito muito intenso”, analisa. 

Uberaba está há mais de dois anos sem fiscalização eletrônica de trânsito. Havia previsão de que o monitoramento seria reativado no primeiro semestre de 2019, mas o cronograma foi adiado para dar prioridade à implantação do programa Cidade Vigiada, que deve ter as primeiras câmeras instaladas a partir do próximo mês.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia