JM Online

Jornal da Manhã 50 anos

Uberaba, 11 de agosto de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍCIA

Continua depois da publicidade



Mulher sequestra o próprio filho em colégio no Parque são Geraldo

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

02/07/2022 - 00:00:00. - Por Carlos Paiva

Criança de idade não divulgada foi retirada a força por uma mulher de 32 anos e outras duas pessoas, sendo um homem e uma mulher, de colégio particular, na rua Alumínio, Parque São Geraldo, na quinta-feira (30). Posteriormente, descobriu-se que uma das mulheres seria a mãe e a outra a avó da criança. O homem seria o padrasto. Um quarto homem, um idoso, ficou na porta da escola aguardando os três que entraram.

Eles adentraram no colégio com o pretexto de que queriam conhecê-lo e assim que viram a criança dentro de sala de aula a mãe o puxou pelos braços e o padrasto o apanhou no colo e o retirou à força e aos prantos do colégio. Funcionários chegaram a ser agredidos. A situação levou pânico e medo às demais crianças no colégio.

De acordo com o que foi apurado pelo Jornal da Manhã, a diretora do colégio, de 49 anos, disse que a mãe da criança se apresentou como “Marileia” ao auxiliar da secretaria. Ela estava com a avó materna e o padrasto e disseram que queriam conhecer a escola.

Ainda de acordo com a diretora, ao chegarem na última sala de aula, onde se encontrava a criança, a mulher que se identificou como sendo “Marileia” adentrou abruptamente na sala de aula se identificando como mãe da criança.

Ela se dirigiu até a criança pegando em seu braço e a puxando para o lado externo da sala, sendo que neste momento o funcionário do colégio tentou intervir juntamente com demais funcionários do colégio, porém foram impedidos e agredidos pelo trio.

Eles saíram do colégio levando a criança à força e chorando muito. Ela dizia que não queria ficar com a mãe e chamava pelo pai. No lado externo do colégio estava um homem idoso que já esperava para dar apoio às demais pessoas que estavam no interior do colégio.

A diretora da escola tentou contato com o pai da criança, mas não obteve êxito. A avó paterna da criança foi chamada e chegou rapidamente no colégio. Ela acionou a Polícia Militar para dar início às providencias policiais.

Na casa da mãe da criança, onde suspeitava-se que estariam todos, não foi encontrado ninguém. Na casa da avó, uma das mulheres que esteve no colégio e ajudou a retirar a criança a força, porém não quis informar onde estava sua filha com seu neto.

A Polícia Civil foi informada do ocorrido pela Polícia Militar e já instaurou procedimento para investigar os fatos. 
 

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia
Fechar