JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 23 de janeiro de 2022 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

POLÍCIA

Continua depois da publicidade



Postagem equivocada de produtos eróticos em grupo de WhatsApp vira caso de polícia

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

30/11/2021 - 14:50:52. - Por Carlos Paiva Última atualização: 30/11/2021 - 20:41:11.

Uma vendedora de 19 anos e uma cuidadora, de 38, procuraram a Polícia Militar e relataram que foram vítimas de difamação depois de postarem produtos eróticos de forma equivocada em um grupo de WhatsApp de Uberaba. Uma das vítimas também deu queixa de injúria racial por ter sido chamada de “negra e macaca” por uma das integrantes do grupo.

O registro policial foi feito na Base de Segurança Comunitária do bairro Alfredo Freire, por volta das 21h desta segunda-feira (29).

De acordo com a vendedora, por volta das 10h de terça-feira (29), postou, de forma equivocada, fotos de objetos de sex shopp num grupo de WhatsApp identificado como “Cuidador de Idosos”. Ao perceber que havia postado os produtos em grupo errado, pediu desculpas e apagou as postagens.

Ela conta ainda que uma mulher (cita nome e telefone) teceu comentários no grupo desaprovando a conduta das vítimas, em seguida enviou áudios no privado proferindo palavras de baixo calão e difamatórias.

A vendedora também relata que em um dos áudios a autora chamou a chamou de “negra e macaca”.
Ainda de acordo com a vendedora, todas as conversas foram printadas e guardadas junto com os áudios e serão entregues na Polícia Civil e Justiça em momento oportuno. 

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia