JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 27 de janeiro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Jovem suspeita de dopar e assassinar idoso tem sinais de psicopatia, segundo polícia

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

30/11/2020 - 00:00:00. Última atualização: 30/11/2020 - 15:35:08.

Um assassinato cometido no Distrito federal chamou a atenção da polícia na última semana, devido a frieza da suposta autora. Uma jovem de 21 anos é suspeita de ter matado um idoso de 69. A moça é garota de programa e atendia o homem há aproximadamente dois anos. Vítima foi dopada após relação sexual e posteriormente assassinado.

Dois homens também são suspeitos de participarem do crime. A ideia inicial era roubar a vítima enquanto ele estava apagado, mas como não obtiveram sucesso, os criminosos executaram o idoso, utilizando um fio de antena de TV. Em depoimento a agentes da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), a mulher não demonstrou qualquer remorso após ter cometido o crime.

Em entrevista ao jornal Metrópoles, o delegado da Polícia Distrito Federal, Isac Azevedo afirmou ter se chocado com a forma com a jovem conduziu o crime. “Ela era uma psicopata, com diagnóstico clínico e tomava antipsicóticos poderosos. Essa foi uma das raras ocasiões em que me impressionei na polícia, ao ver como funciona a mente de um psicopata. Eles são extremamente hábeis em manipular pessoas e não têm nenhuma empatia ou respeito pela vida humana”.

Como a jovem já mantinha um relacionamento com a vítima, ela tinha conhecimento de que ele iria receber um seguro de R$ 35 mil. Ela ainda sabia as senhas dos cartões dele e tinha planejado sacar o dinheiro enquanto ele dormia. A moça dopou o idoso colocando Rivotril na cerveja dele.

O intuito inicial era sacar toda a quantia de uma vez, com a ajuda de dois homens. O banco, no entanto, não permitiu a operação. Ainda houveram tentativas de fazer transferências várias vezes, mas não deu certo. Em determinado momento, o trio decidiu alterar o plano e assassinar o idoso.

Contudo, a polícia recebeu uma informação sobre o crime e começou a investigar. Os três foram presos momentos antes de se livrarem do caso. Segundo informações da corporação, eles tinham até um galão de gasolina para utilizar.

A garota de programa, por meio das redes sociais, sempre reafirmava a sua vontade de ficar rica. Um dia após ter matado a vítima, a suspeita compartilhou uma imagem que diz: “Fico só imaginando a desgraça que seria se eu andasse armada”.


Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia