JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 30 de novembro de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Padrasto estupra adolescente de 14 anos e mãe da vítima defende o autor

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

20/11/2020 - 11:14:51. Última atualização: 20/11/2020 - 11:15:15.

A Polícia Militar de Uberaba foi acionada na madrugada desta sexta-feira (20), após uma adolescente de 14 anos ter sido estuprada pelo padrasto, no bairro Parque das Américas. A mãe da vítima chegou a defender o autor e a pedir para que a jovem não contasse nada para ninguém. O crime foi denunciado pela irmã e tia da vítima. 

Conforme o Registro de Eventos e Defesa Social (Reds) da PM, a adolescente dormia e em dado momento sentiu um desconforto nas partes íntimas. Ela despertou do sono, quando foi surpreendida pelo padrasto, 43 anos, puxando a calcinha dela para o lado. O homem, em ato contínuo, introduziu o dedo na vagina da vítima.

Bastante assustada, a jovem pediu para que o autor parasse e ele, usando apenas uma cueca, deitou na cama encostando nela. A vítima pediu novamente para que o homem parasse e falou que caso ele fosse dormir ali, ela iria para a cama da mãe. O autor levantou, mas ainda ficou sentado na frente dela por vários minutos e posteriormente foi para o quarto dormir.

Ainda segundo o Reds, a menor acordou a mãe, 46 anos, e narrou o ocorrido, contudo, a mulher mandou que ela não contasse nada para ninguém, muito menos para a família, pois ele só poderia ter feito por estar bêbado. Como a mãe não deu a devida atenção para o fato, a vítima entrou em contato com uma tia, através de aplicativo de mensagem, contando tudo.  Inconformada, a tia, que não mora em Uberaba, ligou para a irmã da vítima, 23 anos, que acionou a polícia.  

A polícia foi até o local e o autor foi preso em flagrante quando simulava estar dormindo em um dos quartos e usava uma cueca idêntica à informada pela vítima. No local, durante a prisão do autor, a mãe da vítima tentou defender o agressor justificando que ele fez o que fez porque estava muito bêbado e drogado. Que ele seria um bom homem e, que talvez o fato da menina estar só de calcinha poderia ter gerado o abuso. Ao ser questionado sobre não ter chamado a polícia, a mulher ficou em silêncio.

O autor foi preso em flagrante e a vítima foi encaminhada para a Unidade de Pronto Atendimento do São Benedito para formalidades médicas. Conforme a PM, a mãe foi convidada a comparecer na delegacia para esclarecimentos, tendo em vista que sua prisão não ocorreu porque havia suspeita dela estar sob o efeito de medicamentos para depressão. O autor não quis declarar nada, mas informou espontaneamente que no ano de 2013 cometeu um homicídio, no restante da ocorrência ele permaneceu em total silêncio.

As mensagens trocadas entre a vítima e a tia no pedido de socorro foram disponibilizadas para a polícia e ela foi foi orientada a guardar o material para futuras diligências da Polícia Civil e da Justiça Pública.


Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia