JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 21 de setembro de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Rapaz de 18 anos é autuado por morte de égua no bairro Ilha de Marajós II

15/09/2020 - 11:36:06. Última atualização: 15/09/2020 - 11:57:22.


Para dar continuidade a um Boletim de Ocorrência, sobre maus-tratos a uma égua, a Polícia Militar do Meio Ambiente (MAMB) conseguiu localizar o proprietário do animal.  

Os militares se deslocaram até a residência, que fica localizada no bairro ilha de Marajó II, sendo recepcionados por um rapaz de 18 anos, morador do imóvel. Após tomar conhecimento do teor da fiscalização, ele permitiu a entrada da equipe no local.

Durante a fiscalização, inicialmente foram localizados dois pássaros, sendo uma maritaca e um cardeal, ambos pertencentes à fauna silvestre nativa brasileira. A equipe se deslocou juntamente com o jovem e o pai dele até o local onde mantinham a égua.  Contudo, quando a Polícia Militar do Meio Ambiente alcançou o lugar, foi rapidamente constatado que o animal estava morto.

O jovem confirmou ser o proprietário da égua e ainda contou que trocou um veiculo Chevette pelo animal. Disse que devido à falta de espaço na residência, utilizava a Área de Preservação Permanente do bairro, como espaço de pastagem para a égua. Com relação aos pássaros silvestres encontrados no imóvel, contou que não possuía nenhuma documentação ambiental para acobertar a posse e o cativeiro deles.

Desta forma foram lavrados dois autos de infração contra ele, um de mil Unidades Fiscais do Estado de Minas Gerais (UFEMG), que consta abusar, maltratar, ferir, mutilar ou deixar de socorrer animal que esteja sob a guarda ou a que tenha causado lesões.  Já outro auto de infração, no valor 3.750 UFEMG, por contrariar de transportar, ter posse, utilizar, guardar ou ter em cativeiro espécimes da fauna silvestre nativa ou em rota migratória sem a devida permissão.  Cada UFEMG vale R$ 3,71.

A maritaca apresentava alto grau de domesticação, não estando apta a ser reintegrada a natureza. Ela ficará no Hospital Veterinário de Uberaba, aguardando correta destinação. Foi feita a soltura do cardeal em uma fazenda e as gaiolas foram destruídas e encaminhadas a local ambientalmente correto.

A Superintendência Municipal do Bem-Estar Animal foi acionada para os trabalhos de retirada do corpo do animal que ficou sob a responsabilidade da Secretaria de Serviços Urbanos do Município.

 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia