JM Online

Jornal da Manh√£ 47 anos

Uberaba, 25 de janeiro de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SE√á√ēES BUSCAR
Buscar

O monstro do Tri√Ęngulo

Estimado Leitor, em meados de fevereiro de 1972 os moradores de Capinópolis e Ituiutaba foram surpreendidos

- Por Mozart Lacerda Filho Última atualização: 10/04/2011 - 15:51:17.

Estimado Leitor, em meados de fevereiro de 1972 os moradores de Capinópolis e Ituiutaba (cidades mineiras separadas por 37 km) foram surpreendidos com uma série de assassinatos de fazendeiros famosos e de moradores da zona rural dos dois municípios.

O criminoso era tão violento que deixava suas vítimas irreconhecíveis até mesmo para seus familiares. A crueldade era tanta que, mesmo depois de morto, os corpos eram dilacerados com golpes de facão, foice, cutelo, dentre outros objetos cortantes. Algumas vítimas, além de golpes já descritos, tinham seus corpos perfurados com vários tiros de armas de inúmeros calibres.

Não só pessoas eram vítimas desse maníaco. Cavalos, bois, porcos, bezerros, animais silvestres de médio porte também faziam parte do rol das vítimas. Como se tudo isso não fosse suficiente para aterrorizar as pessoas, crimes semelhantes foram descobertos também em Paracatu, cidade distante 450 km das duas anteriores, na mesma noite dos crimes de Capinópolis e Ituiutaba. Como era possível um ser humano percorrer uma distância tão grande numa mesma noite?

Como as autoridades policiais não conseguiam explicar o que estava acontecendo, os moradores dessas cidades começaram a criar estórias, que passaram a circular no imaginário das pessoas. Some-se a isso o fato de que o triangulino, muito religioso, sempre teve um pendor para fomentar lendas e superstições. Surge, assim, o Monstro do Triângulo, como ficou conhecido o sádico criminoso.

A história mais recorrente que encontramos quando conversamos com as pessoas que viveram aqueles momentos é a de que, na região de Ituiutaba e Capinópolis, havia dois irmãos fazendeiros que, durante todas as suas vidas, disputaram entre si a hegemonia do lugar.

Para tanto, cada um ordenava a seus capangas que fizessem de tudo para prejudicar o outro. Por isso um ateava fogo no pasto da fazenda do irmão. Para se vingar, o ofendido mandava que destruísse a represa do ofensor. E assim, eles iam se consumindo em vingança. O ódio entre eles chegou a tanto que, num átimo de loucura, ordenaram, mutuamente, assassinarem seus descendentes. Essa disputa chegou ao fim quando o suposto Monstro do Triângulo, em meados de fevereiro de 1972, matou os dois irmãos.

Em abril de 1972, o delegado Thacir Menezes Sia apresentou Orlando Sabino, um mulato com fortes problemas psiquiátricos, como sendo o Monstro do Triângulo. Semana que vem, voltaremos ao tema.

 

(*) doutorando em História e professor do Colégio Cenecista Dr. José Ferreira, da Facthus e da UFTM 
mozart.lacerda@uol.com.br

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia