JM Online

Jornal da Manhã 49 anos

Uberaba, 19 de setembro de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Sem sucesso, mulher espera casa da Cohagra há quase dez anos

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

14/09/2021 - 00:00:00. - Por Rafaella Massa

O que começou como o sonho da casa própria se transformou em um pesadelo de espera. Aline Silva, 39 anos, conta que aguarda pela liberação de uma casa da Companhia Habitacional do Vale do Rio Grande (Cohagra) há quase 10 anos. No entanto, a espera nunca é justificada. “Toda vez que eu vou lá, eles checam meus documentos e falam que está tudo certinho. Eu sou portadora de deficiência, sou chefe de família, tenho uma filha de 11 anos, mas eu nunca consigo pegar a casa”, relata. 

De acordo com Aline, na última semana ela esteve junto a Companhia para tentar acabar com os problemas que a impedem de pegar as chaves do tão sonhado lar e relata que, em frente a ela, uma outra mulher desistiu de um imóvel. Ela conta que conversou com essa mulher e acordaram que Aline ficaria com o imóvel cedido se a companhia permitisse, porém, a funcionária afirmou que “não é assim que funciona”.  

“Eu cheguei a chorar nesse momento, porque não sabia mais o que fazer. Toda vez que eu vou lá, pergunto se tem algo errado na minha documentação e eles falam que tá tudo certo, mas que precisa esperar. Eu não aguento mais”, afirma. 

A reportagem entrou em contato com a Companhia Habitacional do Vale do Rio Grande (Cohagra), para saber o posicionamento da empresa sobre o caso e segundo a Prefeitura Municipal de Uberaba, a lista de espera na Cohagra é bem maior que o número de unidades habitacionais disponíveis para atender o número de pessoas inscritas. Para os dois empreendimentos que estão para ser entregues, Parque dos Girassóis IV e Alfredo Freire IV, a seleção de pessoas foi feita pela gestão anterior da Cohagra.

Com isso, é preciso aguardar a existência novos empreendimentos a serem criados pelo Fundo de Arrendamento Residencial (FAR) do Ministério de Desenvolvimento Regional, pelo Estado ou pelo Município.

Segundo a PMU, é importante ressaltar que desde janeiro de 2021, a Cohagra não entregou nenhuma casa a nenhum mutuário. Quanto a transferir imóveis com desistência para outra pessoa, a Cohagra não tem como indicar ninguém, pois uma lista de espera já foi encaminhada para a Caixa Econômica Federal, juntamente com a lista de contemplados.

 

 

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia