JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 10 de abril de 2021 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Secretário de Saúde define ações para abertura de leitos covid-19 na UPA São Benedito

#JornalDaManhã #QuemLêConfia
• WhatsApp: 34 99777-7900

06/04/2021 - 16:32:48. - Por Luiz Henrique Cruvinel Última atualização: 06/04/2021 - 16:36:54.

A Secretaria Municipal de Saúde busca alternativas para ampliação da rede de atendimento covid em Uberaba, e estuda a possibilidade da utilização do subsolo da UPA São Benedito, conforme alterações pontuais e arrastos contratuais. A estrutura da unidade já atendeu como Hospital Santa Cecília e, de acordo com o secretário Sétimo Bóscolo, garante mínimos custos para readequação. 

“A UPA São Benedito foi um hospital no passado, e nós temos uma parte embaixo, virado para a avenida, que tem entrada independente. Ali tem capacidade para 22 leitos, todos com rede de oxigênio. Contudo, nós temos que formalizar contrato ainda. Estamos estudando [se o custeio será] com o Hospital Regional ou a Funepu. Com isso a gente amplia os leitos mistos, que podem ser usados como enfermaria ou como UTI”, revela Sétimo.

A reforma da área da unidade, inclusive, seria mais barata que a criação de um hospital de campanha. Segundo o secretário, a estrutura da UPA é quase completa, e precisa de adequações apenas nas mobílias, como macas e equipamentos. Já em um hospital de campanha, os gastos poderiam superar os R$ 3 milhões.

Em nota, a assessoria de comunicação da Fundação de Ensino e Pesquisa de Uberaba (Funepu) informou que o funcionamento da ala depende de recursos enviados por parte do município. Da parte da Funepu, foi apresentado um estudo de viabilidade que aponta a necessidade de contratação de enfermeiros, técnicos, técnicos de limpeza, medicação, oxigênio, serviço de lavanderia entre outros. A proposta foi encaminhada ao município há cerca de 15 dias e está em análise na secretaria de Saúde.

Apesar das iniciativas, a abertura dos leitos na unidade ainda enfrenta dois problemas graves, segundo Sétimo: a falta de profissionais da saúde e a escassez de medicamentos. Para tentar solucionar o primeiro, a Prefeitura acionou a reitoria das duas universidades em Uberaba, Uniube e UFTM, para solicitar o auxílio de estudantes da saúde do último período, já em atendimento acompanhado.

“Nós precisamos de profissionais. Uberaba tem duas universidades. Eu até fiz uma solicitação às duas reitorias, um ofício, pleiteando a ajuda de universitários do último período que podem colaborar, tanto na área de enfermagem, fisioterapia, medicina, acompanhados sempre por um profissional responsável. É uma ajuda bem vinda”, declarou o secretário.


 

Siga o JM no Instagram: @_jmonline
e também no Facebook: @jornaldamanhaonline

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia