JM Online

Jornal da Manhã 48 anos

Uberaba, 27 de outubro de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Após operação Conexu$, Procon analisa variação nos preços dos combustíveis

Levantamentos são realizados duas vezes por semana para acompanhar o comportamento dos preços dos combustíveis no mercado

24/09/2020 - 00:00:00. - Por Daniela Brito


JAIRO CHAGAS


Pesquisas confirmam que está havendo diferenciação maior nos valores entre os postos de combustíveis

Procon Uberaba, por meio de constantes pesquisas, analisa a variação nos preços dos combustíveis, principalmente após a operação Conexu$ em Uberaba, segundo informa o presidente Marcelo Venturoso. Desde então, os levantamentos são realizados duas vezes por semana para acompanhar o comportamento dos preços dos combustíveis no mercado.

De acordo com ele, as pesquisas confirmam uma pequena redução nos valores, “o que não é surpresa”. Marcelo Venturoso lembra que houve um reajuste nos valores dos combustíveis e a simples operação não é capaz de abaixar os preços.

No entanto, as pesquisas confirmam que está havendo uma diferenciação maior nos valores entre os postos de combustíveis. “O que demonstra uma liberdade maior na concorrência”, afirma. Marcelo Venturoso acredita que com o aumento da concorrência, desfazendo a possível combinação e deixando de existir esta conduta de fixação de preços iguais, o mercado deve se adequar e os valores tenderão a cair mais. “Quanto mais concorrência, entendemos que os preços ficarão menores, dentro de uma condição normal de mercado.

Materiais para construção. Em relação à alta no material de construção, o presidente do Procon Uberaba informa que a princípio não há abusividade nos preços. Segundo ele, os valores elevados são decorrentes da falta de certos produtos no mercado como, por exemplo, cimento e tijolo. Ao mesmo tempo, há uma grande demanda no mercado. “Com a demanda muito grande e, com a oferta menor dos produtos, consequentemente os preços tendem a aumentar”, explica. No entanto, Marcelo Venturoso esclarece que há monitoramento constante dos preços do material de construção pelo Procon Uberaba. Segundo ele, a abusividade só é verificada se houvesse o aumento de preços apenas para aproveitar deste momento de pandemia.

Leia mais

Continua depois da publicidade

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia