JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 13 de julho de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Sindicomércio espera abertura de lojas antes do Dia dos Namorados

Entidade espera julgamento de recurso interposto pela Prefeitura para se pensar em alguma medida judicial, caso a decisão seja desfavorável

02/06/2020 - 00:00:00. - Por Daniela Brito Última atualização: 02/06/2020 - 15:43:43.

Foto/Jairo Chagas

Enquanto segue o impasse jurídico, as lojas funcionam com barreiras físicas, o que impede o consumidor de realizar escolhas

Sindicomércio aguarda para esta semana posicionamento judicial sobre a reabertura do comércio em Uberaba. A expectativa é do gerente-executivo da entidade, Thiago Árabe Castejon, que acredita no julgamento do recurso do município contra decisão do juiz Élcio Arruda, que suspendeu os efeitos do Decreto Municipal 5.555/2020 pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1).

Neste sentido, ele diz ser inviável o ajuizamento de qualquer outra ação que vise à reabertura do comércio. “Qualquer medida agora não é viável juridicamente. Não vamos conseguir mudar nada na Justiça Federal por conta desta ação civil que está em tramitação”, analisa. Caso ocorra uma decisão favorável, ele tem boas perspectivas para o Dia dos Namorados. “Se houver a reabertura, pode ser que tenhamos um aquecimento nas vendas”, diz.

O gerente-executivo avalia que todo impasse gera insegurança jurídica para os comerciantes, pois, ao mesmo tempo em que é editado um decreto, ocorre uma decisão judicial. “Os comerciantes não sabem se vão chegar mercadorias, se conseguirão pagá-las e se vão vender seus produtos”, diz Thiago, destacando que o empresário sequer pode convocar o funcionário para o trabalho. Neste sentido, ele defende a abertura gradual do comércio, para garantir que a retomada seja feita de forma mais planejada. “E temos que ter este cuidado, para que não aumente o número de infectados”, completa.

Thiago Árabe também destaca a importância de valorizar o comércio local, que passa por momento delicado economicamente. “É muito importante que o uberabense seja solidário e pense sempre em comprar de pessoas de Uberaba”, finaliza.
 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia