JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 06 de abril de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Coronavírus prejudica o mercado de ovos de páscoa este ano

Com previsão inicial de 2% de crescimento este ano, setor já prevê queda de até 40% nas vendas, em relação ao ano passado

25/03/2020 - 16:00:22. - Por Daniela Brito Última atualização: 25/03/2020 - 16:08:33.

 

Supermercados tiveram que redimensionar os estoques, enquanto a produção artesanal tem dificuldade de matéria-prima

Em meio ao fechamento do comércio e outras medidas que visam resguardar a população contra o Covid-19, grande preocupação é observada nas vendas e encomendas de ovos de páscoa em Uberaba. Este ano, a data será comemorada no dia 12 de abril e, a previsão do setor, antes do atual cenário envolvendo o coronavírus, era de crescimento de 2% em relação ao ano anterior. Agora, o cenário, embora incerto, faz com que o segmento adote outras medidas para minimizar os impactos nas vendas.

A confeiteira Beatriz Poliana Rosa Carone, que atua na confecção de ovos de páscoa há quatro anos, aponta redução de 30% nas encomendas. Para minimizar o impacto, ela aposta em preços mais atrativos, promoções e reforço na divulgação pelas redes sociais.

Outro problema é a dificuldade de encontrar a matéria prima para as receitas, como chocolate, leite condensado, embalagens entre outros, em face do fechamento do comércio. A confeiteira também diz que há ainda grande preocupação na preparação, para garantir a produção segura para entregar o produto ao cliente. “Nosso cuidado redobrou”, assegura.

Para alavancar as vendas, o gestor Pedro Augusto Fontes, da Mania Torta, empresa especializada na confecção de doces, diz que houve redução de preço dos produtos e aposta em promoções. Ele diz que as vendas estão controladas em relação ao ano passado, por conta da data ainda estar relativamente distante e, com as ações, as pessoas anteciparam as encomendas. “Geralmente, as compras são feitas de última hora para a Páscoa, mas conseguimos trabalhar para incentivar o cliente a fazer as encomendas, de forma antecipada. Ano passado, nesta época, não tínhamos tanta encomenda como hoje”, diz.

O empresário Matusalém Alves, proprietário da rede de supermercado Zebu Carnes, confirma que a demanda de ovos de chocolate é maior na semana que antecede a Páscoa. Mas ele projeta redução de 40% no esperado para este ano. Para evitar prejuízo, Matusalém Alves diz que houve uma readequação nos estoques. “O cenário ainda está indefinido, e não temos como mensurar a situação, mas foi necessário rever nosso planejamento”, revela.
 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia