JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 17 de janeiro de 2020 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Setor de assistência ao aluno da rede municipal fará encontro com famílias

A educação humanizada está fundamentada em princípios de respeito, inclusão, tolerância e responsabilidade social

08/12/2019 - 00:00:00.

A educação humanizada está fundamentada em princípios de respeito, inclusão, tolerância e responsabilidade social. Considerando este cenário, a Secretaria de Educação de Uberaba/Departamento de Projetos Especiais criou, em 2017, a Seção de Assistência ao Educando, com a proposta de prestar atendimento além do universo pedagógico para os alunos e famílias. 

Esta é uma das ações que serão apresentadas no 2º Fórum das Famílias da Rede Municipal de Ensino nesta segunda-feira (9), a partir de 19h, no Centro de Eventos Rômulo Kardec – ABCZ. O evento contará com o espetáculo da “Dona Biscoitilda”, abordando temas pertinentes às dificuldades enfrentadas pelas famílias.

A Seção de Assistência ao Educando é um braço da Rede de Proteção da Criança e do Adolescente e é composta por equipe multiprofissional, sendo três assistentes sociais, um psicólogo, um agente educacional, um assessor e um pedagogo. As demandas são recebidas por encaminhamentos em formulário próprio enviadas pelas unidades escolares, encaminhadas por outros espaços da Rede e, ainda, por demanda espontânea.

A chefe da Seção de Assistência ao Educando, Rosana Marçal, destaca a importância de atendimentos como esses. “A negligência nem sempre é notada e, ao atender às demandas das unidades de ensino, podemos minimizar os efeitos de situações fruto das expressões da questão social e que refletem diretamente no contexto escolar, bem como necessitam da intervenção dos órgãos de proteção à criança e ao adolescente”, explica. 

Em 2007 foram realizados 525 atendimentos. Em 2018 foram 1.427. Somente no primeiro semestre de 2019 foram 2.005 assessoramentos nas unidades de ensino; quatro visitas domiciliares; 63 visitas institucionais ao Centro de Referência e Assistência Social (Cras), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Centro de Referência em Educação Inclusiva (Crei), Promotoria e Casa dos Conselhos; 70 reuniões com as famílias; 26 reuniões territoriais nas unidades do Cras; 15 reuniões no Conselho Tutelar; 10 estudos de caso no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), e 200 grupos com os beneficiários do Bolsa Família.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia