JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 09 de dezembro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Projeto "Eternos pela Vida" registra doadores de corpos para a UFTM

Culto homenageia doadores de corpos nesta terça-feira

19/11/2019 - 07:31:59. - Por Marília Mayer Última atualização: 19/11/2019 - 13:09:05.

 
Projeto “Eternos pela Vida” desenvolvido pelo do departamento de anatomia da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM) desde 2016 busca doadores de corpos para pesquisa. 
 
Os cadáveres contribuem para a formação acadêmica de profissionais da área da saúde, porém, a pequena quantidade é um desafio a ser vencido pela instituição.
 
O Ministério da Educação prevê que os laboratórios das universidades tenham um corpo para cada grupo de 10 alunos, porém, a realidade da UFTM é muito aquém do esperado; a proporção é de um para cada 47 estudantes.
 
“Então tem muito aluno, um fluxo aproximado de 700 alunos por semestre para uma quantidade baixa de cadáver, o que justifica a necessidade de termos implantado esse projeto como um canal alternativo para obtenção de corpos para o laboratório de anatomia”, explica professor Luciano Gonçalves, coordenador do programa de doação voluntária de corpos. 
 
O laboratório de anatomia da UFTM conta, atualmente, com 30 corpos para um fluxo aproximado de 1.400 alunos por ano. 
Segundo o professor coordenador do projeto de doação voluntária de corpos, de 2018 para cá o número de registros feitos em cartório dobrou, porém, está longe do ideal por se tratar de uma doação pós-morte. 
 
Até o ano passado, seis pessoas tinham registrado o desejo de doar o corpo para a ciência depois de falecidas. Neste ano, portanto, são 12. 
 
No período de um ano, apenas dois novos cadáveres deram entrada no laboratório. 
 
“Em um caso o filho doou o corpo da mãe que sempre quis doar o corpo para a ciência, mas não tinha registrado em cartório. Infelizmente, ela veio a óbito e sabendo do projeto o filho quis atender o pedido, procurou a equipe e nós viabilizamos o registro da doação do corpo que já deu entrada na disciplina. Além deste, um outro é feto que foi a óbito, a família é carente e não tinha condições de arcar com os gastos do sepultamento e a equipe do hospital direcionou para o projeto”, conta o coordenador do programa.
 
Por meio de uma parceria estabelecida com o programa “Eternos pela Vida”, a prefeitura da UFTM assumiu o compromisso de contratar o translado funerário para os doadores de corpos. Então, após a cerimônia fúnebre, equipe da instituição busca o cadáver para dar entrada no laboratório de anatomia.

Culto homenageia doadores de corpos nesta terça-feira 

Será realizado às 18h desta terça-feira (19), no auditório Safira da UFTM, localizado na Rua Frei Paulino, 30, bairro Abadia, um culto em homenagem aos doadores de corpos.
 
O objetivo é lembrar o gesto altruísta frente ao ensino e a formação dos futuros profissionais da área da saúde. 
 
“Uma vez que o corpo quando dá entrada na disciplina não é sepultado e o familiar não tem um local para prestar uma homenagem no cemitério, ele tem a oportunidade de estar presente neste culto para fazermos uma reflexão. É um momento importante também para os alunos, professores e técnicos que frequentam o laboratório estarem presentes para agradecer e refletir”, constata Gonçalves.
 
Para mais informações sobre o programa:
 
Praça: Manoel Terra, 330 – Centro- 38015-050
Fones: (34) 3700-6423 / 6429 / 6447 / 6448 – Uberaba-MG
E-mail: doarocorpo.uftm@gmail.com
Site Oficial: www.uftm.edu.br/eternospelavida
Facebook: @eternospelavida
Instagran: eternospelavida

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia