JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 22 de novembro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Uberaba mantém saldo positivo na geração de empregos em setembro

É o quarto mês seguido que a abertura de vagas com carteira assinada na cidade apresenta evolução e em setembro foram mais 199 vagas

18/10/2019 - 00:00:00. - Por Thassiana Macedo

Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado ontem pela Secretaria de Trabalho e Emprego, do Ministério da Economia, revela que em setembro Uberaba registrou, pelo quarto mês seguido, saldo positivo na geração de empregos. Os números mostram que foram abertas 103 vagas, volume menor que o verificado em agosto, quando foram gerados 199 postos de trabalho. No mês passado foram admitidos 2.842 trabalhadores com carteira assinada e demitidos 2.739. 

O melhor desempenho pode ser notado na indústria de transformação, que teve saldo de 76 empregos criados em setembro, quando o setor admitiu 487 operários e desligou 411. Em seguida aparecem empresas da área de serviços que foram responsáveis pela geração de 69 novas vagas, ao contratar 1.116 trabalhadores e demitir 1.047. Houve ainda movimento positivo no comércio, que admitiu 849 empregados e demitiu 782, gerando 67 postos.

O setor de serviços de utilidade pública industrial contratou 18 trabalhadores e demitiu apenas quatro, o que resultou na abertura de 14 vagas. Já os empreendimentos ligados à agropecuária criaram oito novos postos de trabalho com carteira assinada ao admitir 125 trabalhadores rurais e desligar 117 pessoas. Enquanto isso, a administração pública encerrou o mês passado com saldo de empregos zerado.

No sentido inverso aparecem a construção civil e o setor extrativista mineral, que fecharam setembro com resultados negativos. O período não tem sido favorável para os empreendimentos imobiliários, pois empresas ligadas ao setor da construção civil registraram o fechamento de 103 vagas de trabalho formal em Uberaba. Construtoras contrataram 241 funcionários, mas demitiram 344. Já o setor extrativista fechou 28 postos, ao admitir seis trabalhadores e desligar 34 pessoas.

Quando considerado o acumulado dos últimos 12 meses, os números também não são positivos. No período foi registrado o fechamento de 328 postos de trabalho no município de Uberaba, resultante da contratação de 36.790 e a demissão de 37.118 trabalhadores. O setor que mais impulsionou esse reflexo negativo também foi a construção civil, que no período encerrou 751 vagas na cidade. Em contrapartida, o acumulado de 2019 é positivo na abertura de 351 vagas e o setor que mais contribuiu para esse resultado é o de serviços, que abriu este ano 519 vagas. 

O Brasil gerou 157.213 vagas de empregos formais em setembro. Segundo o Ministério do Trabalho, esta é a primeira vez no ano em que todas as 27 unidades da Federação apresentaram resultado positivo na oferta de vagas formais de trabalho. Em Minas Gerais, no mês de setembro foram abertos apenas 3.841 postos. Isso ocorreu devido à admissão de 150.393 trabalhadores e a demissão de 146.552.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia