JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 14 de outubro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Outubro Rosa: Mutirão de 24 horas de cirurgias de reconstrução de mamas será no dia 26

O Hospital Dr. Hélio Angotti abre hoje, às 9h, a programação do Outubro Rosa

09/10/2019 - 00:00:00. - Por Luiz Gustavo Rezende Última atualização: 09/10/2019 - 14:05:17.

Reprodução


Hospital Hélio Angotti inicia hoje a programação do Outubro Rosa com diversas atividades

O Hospital Dr. Hélio Angotti abre hoje, às 9h, a programação do Outubro Rosa. Haverá apresentação de dança com balé clássico, distribuição de material informativo e palestra de conscientização com o médico Cléber Sérgio. 

Das 13h30 às 16h30, acontece workshop para utilização de lenços, automaquiagem, cuidados com a alimentação e com a pele, corte de cabelo, sessões de fotografia e apresentação de trabalho de micropigmentação paramédica estética. O workshop será replicado no dia 23.

No dia 20 será realizada a primeira Caminhada de Conscientização e a saída será na praça Manoel Terra, em frente à Igreja Santa Rita.

Para o encerramento da programação, no dia 30, está sendo preparado um desfile com peças de vestuário criadas por designers uberabenses e desfile com a presença de modelos profissionais e pacientes em tratamento.

Vale lembrar que este ano a campanha do Outubro Rosa terá como alvo mulheres de 50 a 69 anos, idade estipulada pelo Ministério da Saúde.  

Mutirão de 24 horas de cirurgias de reconstrução de mamas será no dia 26. Mutirão com médicos de diversos estados do Brasil chamado “A Flor da Pele” será realizado este ano para reconstrução de mamas. Serão 20 cirurgias dentro de 24 horas, começando no dia 26, às 7h30, com término no dia 27 no mesmo horário.

Segundo o Hospital Doutor Hélio Angotti, o projeto é pioneiro e, apesar de as cirurgias serem realizadas apenas no fim do mês, as pacientes já estão recebendo acompanhamento para adequação de alimentação, peso, entre outros.

Após a reconstrução da mama será feita adequação no seio existente da paciente para harmonização estética. “Não será apenas a reconstrução, vai ser feito um trabalho na mama existente para que fique o mais igual possível a que for reconstruída”, revela Liana Marzinoto, assessora do HHA.

Liana lembra que na rede privada uma cirurgia desse porte chega a custar R$30 mil e muitas pessoas que precisam retirar o seio dificilmente conseguem fazê-la. “Para fazer essa cirurgia no Sistema Único de Saúde existe uma fila de espera muito grande e o percentual de alcance é muito pequeno. Então, esse mutirão é muito importante. Sem falar no aspecto psicológico de renovação que causa na mulher”, destaca. 

Durante o período do mutirão também será realizado um seminário reconstruindo a autoestima em pacientes com câncer de mama com palestras de diversos profissionais de Saúde.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia