JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 15 de outubro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Vinte infratores no trânsito da cidade têm R$ 60 mil em multas

Levantamento repassado à reportagem aponta que uso do celular e falta do cinto de segurança são as maiores causas de infrações

22/09/2019 - 00:00:00. - Por Luiz Gustavo Rezende Última atualização: 22/09/2019 - 17:29:58.

Foto/reprodução

Os motoristas de Uberaba continuam infringindo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e sofrendo considerável volume de autuações. O secretário municipal de Defesa Social e Trânsito, Wellington Cardoso Ramos, repassou ontem números ao Jornal da Manhã que apontam que os 20 maiores infratores no trânsito de Uberaba acumulam multas de R$60 mil. 

O uso do celular ao volante possui três tipificações e gerou quase a metade das autuações confeccionadas. O manuseio do aparelho, o uso e segurar o celular foram a causa geradora de 48% de infrações ao CTB. Manusear o aparelho até agora gerou 1.152 autuações; a utilização, 668, e segurar o aparelho na mão foi o líder no ranking, com 3.851.

Em nível nacional, em 2018, um estudo realizado pela seguradora Allianz aponta que 60% dos motoristas que sofreram acidente nos últimos três anos afirmaram que estavam usando o telefone celular enquanto dirigiam. Outros 26% de casos que geraram autuações são frutos da falta do uso do cinto de segurança. Foram 3.062 casos em nove meses, já superando todo o volume do ano passado. Houve 1.835 casos de avanços ao sinal vermelho, o que corresponde a 15% do total. Vale lembrar que o volume não corresponde à totalidade de práticas em desacordo com o CTB, e sim o número de infrações flagradas.

De acordo com dados da Secretaria de Defesa Social, nos últimos dois anos, apenas 20 infratores do CTB acumulam R$60 mil em autuações que se transformaram em multas e não foram pagas. Entre os cinco maiores devedores, quatro são mulheres e as multas variam de valores entre R$5,8 mil e R$2,9 mil. O vigésimo maior inadimplente de multa de trânsito deve R$2.044.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia