JM Online

Jornal da Manhã 47 anos

Uberaba, 20 de outubro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Grevistas dos Correios suspendem movimento e esperam o dissídio

Categoria decidiu que mantém o estado de greve e fortalece a mobilização até o julgamento, marcado para 2 de outubro

18/09/2019 - 00:00:00. - Por Luiz Gustavo Rezende Última atualização: 18/09/2019 - 15:13:12.

Divulgação


Presidente do Sintect-Ura, Wolney Cápoli, fez self durante a assembleia da categoria, ontem, na agência Centro dos Correios

 

O Sindicato dos Trabalhadores nos Correios, Telégrafos e Similares de Uberaba e Região (Sintect-Ura) decidiu suspender a paralisação até a definição do dissídio coletivo, que será julgado pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) em Brasília, capital federal, no dia 2 de outubro. O Sintect-URA realizou assembleia na manhã de ontem, na sede dos Correios de Uberaba, na praça Henrique Kruger, região central da cidade. 

Segundo o Sintect-URA, a categoria deliberou por suspender o movimento, mas manter o “estado de greve”. Desta maneira, em assembleia geral realizada ontem, “deliberamos por: suspender a greve e permanecer em estado de greve até o julgamento do dissídio coletivo ou a assinatura do próximo acordo coletivo de trabalho”, diz nota da entidade sindical. Ainda de acordo com a categoria, serão intensificadas as panfletagens e mobilizações nas bases para manter e reforçar a mobilização. 

Comunicado enviado à reportagem afirma que um comitê será instalado em caráter emergencial em Brasília, Distrito Federal, e atuará contra a privatização dos Correios; esta é uma das reivindicações da categoria. Entre outras solicitações estão a correção salarial de forma igual aos juros no período em que os vencimentos não foram corrigidos e a manutenção dos pais no plano de saúde.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia